Diretor de Marketing da Bethesda jura que não será guiado por críticas dos fãs

O diretor de marketing da Bethesda — uma companhia conhecida por fazer 3 remasterizações diferentes de Skyrim e cobrar por mods — Pete Hines, disse que não vai deixar as críticas negativas dos fãs afetarem a criatividade dos desenvolvedores de seus jogos.

"Em última análise, nós vamos tentar fazer as coisas que achamos ser o melhor para os jogos que estamos fazendo, porque, sinceramente, é tudo que eu posso controlar"

"Em última análise, nós vamos tentar fazer as coisas que achamos ser o melhor para os jogos que estamos fazendo, porque, sinceramente, é tudo que eu posso controlar"

Isso contrasta um pouco com a visão de uma empresa que causou muita polêmica ao tentar implementar mods pagos em The Elder Scrolls V: Skyrim, voltou atrás, prometeu não fazer mais isso, e acabou fazendo mesmo assim.

"Eu fui falar com Todd (Howard, diretor de Skyrim e Fallout 4) algumas E3s atrás e disse: 'todos vão nos perguntar sobre The Elder Scrolls 6. Você tem que me ajudar a sair e dizer qual é o caminho do estúdio, quanto The Elder Scrolls 6 vai sair, tentar gerenciar as expectativas'", relata o diretor de marketing.

- Continua após a publicidade -

Enquanto a companhia não anuncia uma nova iteração para a franquia ou qualquer projeto paralelo, eles já planejaram alguns relançamentos de Skyrim. O jogo, que saiu para PC, PS3 e Xbox 360 em 2011, ganhou uma Special Edition remasterizada para PC, PS4 e Xbox One em 2016. O game ainda sairá para Switch em novembro de 2017 e depois vai ganhar uma versão compatível com PlayStation VR.

"Nossos desenvolvedores não são apenas uma máquina de vendas onde você aperta para o refrigerante sair e eles vão e voltam — eles querem esticar suas pernas criativamente ou tentar uma nova ideia, ou fazer algo diferente e não apenas cair no mesmo padrão", diz Hines.

Vale lembrar que a Bethesda é a mesma companhia que, em 2011, causou de maneira proposital com que o projeto de Prey 2 da Human Head Studios falhasse para poder comprar a desenvolvedora, então próxima da falência, por um preço mais barato, segundo a IGN.

Pete Hines ainda citou a Guerilla Games como exemplo, que parou com Killzone para criar Horizon Zero Dawn, e da Naughty Dog, que parou com Uncharted para criar The Last of Us.

- Continua após a publicidade -

Ficamos no aguardo para ver se essa visão vai acontecer de fato, com séries com Elder Scrolls e Fallout entrando em hiato para criação de projetos diferenciados.

Via: VG24/7
Tags
  • Redator: Carlos Felipe Estrella

    Carlos Felipe Estrella

    Apaixonado por games desde os 6 anos de idade, quando ganhou um Playstation 1. Em 2005 migrou para o PC, e aí começou a se interessar por tecnologia. Formado jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina.

Com o GeForce Now e o xCloud surgindo como opções, qual seu plano a médio prazo?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.