CEO de estúdio de Project Cars conta como a EA totalmente sacaneou com eles

O CEO da companhia responsável pela série de simulação de corridas Project Cars, a Slightly Mad Studios, contou como os executivos da Electronic Arts fizeram o possível para sacanear com a desenvolvedora.

Ian Bell, o CEO do estúdio, foi franco e não se segurou nem um pouco ao contar a história durante uma transmissão do YouTuber SpotTheOzzie. Segundo ele, a EA tentou destruir sua companhia e roubar sua tecnologia.


A fala (em inglês) de Ian Bell começa com 6h14min da transmissão

"Deixe eu dar um contexto do que aconteceu", começa Bell. "Nós fizemos um jogo chamado Need for Speed: Shift e depois fizemos Need for Speed: Shift 2. Cerca de dois meses após Shift 2, a EA veio até mim e disse: 'podemos te dar US$ 1,5 milhão se você concordar em não falar com qualquer outra distribuidora, não assinar nenhum outro jogo, ou trabalhar em qualquer outro acordo com qualquer outra produtora'".

De acordo com o CEO da Slightly Mad Studios, esse contrato com a EA ainda confirmaria o desenvolvimento de Need For Speed: Shift 3. Para ele, seria um ótimo negócio.


À direita, Ian Bell acompanha desenvolvimento do primeiro Project Cars

- Continua após a publicidade -

"Eu peguei o dinheiro, paguei os funcionários com vários bônus e, 2 semanas antes da data que tínhamos programado começar Shift 3, o jogo foi cancelado sem nenhum aviso". Segundo ele, os executivos da distribuidora só falaram: "nós não vamos mais fazer isso".

Ele continua a história explicando que o pessoal da EA ainda pediu para avisar que, se qualquer desenvolvedor perdesse o emprego por isso, era para eles contatá-los.

A gigante do mundo dos games enviou e-mails para 4 dos funcionários-chave do estúdio. Dois deles acabaram saindo da Slightly Mad, afinal a empresa agora estava com problemas financeiros.

"Nós estávamos com problemas, não sobrou nada. Estávamos acabados", lamenta Ian Bell. "Eles literalmente destruíram nossa companhia. Eles tentaram nos matar e também tentaram roubar nossas tecnologias".

- Continua após a publicidade -

"Eles tentaram nos f*der, não existe outra maneira de colocar isso. Foi que eles tentaram fazer. Não temos amor pela EA, por essa companhia", completa o CEO da Slightly Mad.

Para conseguir virar a situação, Bell teve que fazer uma nova hipoteca de sua casa e colocar seu próprio dinheiro em jogo. Ele pagou a equipe do seu próprio bolso por 3 meses. Eles se viraram fazendo jogos meia-boca como Test Drive: Ferrari Racing e Legends Bike Bash até conseguirem financiar Project Cars através de financiamentos da comunidade.

Via: WCCF Tech
Tags
  • Redator: Carlos Felipe Estrella

    Carlos Felipe Estrella

    Apaixonado por games desde os 6 anos de idade, quando ganhou um Playstation 1. Em 2005 migrou para o PC, e aí começou a se interessar por tecnologia. Formado jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina.

Com o GeForce Now e o xCloud surgindo como opções, qual seu plano a médio prazo?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.