Conheça o Jump, serviço de jogos on-demand que promete ser o "Netflix" dos indies

Ser um desenvolvedor indie atualmente não é uma tarefa fácil. Apesar do lucrativo mercado de games estar em constante crescimento, o grande número de títulos que chegam ao PC diariamente acaba deixando muitos jogos de qualidade perdidos em um mar de conteúdo. O empresário e desenvolvedor Anthony Palma pretende resolver esse problema com o Jump, plataforma que promete ser o Netflix dos indies, trazendo jogadores e lucros para quem faz games independentes de qualidade.

Mercado de games está aquecido no Brasil,
mas ainda é desafiador para desenvolvedores

Compatível com PC, Linux e Mac, o serviço traz 63 jogos independentes de alta qualidade para serem jogados de forma ilimitada por um preço de US$ 10 mensais. Basicamente, é uma plataforma de conteúdo com uma mensalidade fixa com qualquer outra. O diferencial que o Jump quer alcançar é trazer vantagens para os desenvolvedores e também para quem gosta de descobrir novos jogos indies.

Para quem assinar o serviço, os responsáveis pelo Jump prometem trazer 10 novos games por mês para a plataforma. Já para os desenvolvedores, a vantagem está nos lucros: quanto mais seu jogo for jogado, mais dinheiro e visibilidade o estúdio ganha na plataforma. "Nós mantemos 30% da receita mensal para melhorar a plataforma e continuar crescendo, mas 70% retorna aos devs", explica o criador do serviço.

Os jogos podem ser acessados por meio do aplicativo do Jump, e estão em um meio termo entre o GameFly e o Xbox Game Pass. Os games disponibilizados na plataforma não são baixados integralmente, mas também não rodam via streaming. Usando o cliente do serviço, o Jump baixa apenas os arquivos necessários para rodar o game, o que evita problemas de latência e economiza espaço em disco.

O serviço tem lançamento marcado para o verão norte-americano e, segundo uma contagem regressiva nas redes sociais do Jump, o serviço será disponibilizado ainda esta semana. No lançamento, será possível testar a plataforma por 14 dias gratuitamente. Mais informações estão disponíveis no site do Jump.

Via: Venture Beat
Tags
  • Redator: Mateus Mognon

    Mateus Mognon

    Mateus Mognon é formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina. Vencedor do prêmio SET Universitário na Categoria Reportagem Digital, atua nos sites do grupo Adrenaline desde 2014. Atualmente, colabora para os veículos com notícias, análises e artigos envolvendo tecnologia e games.

Com o GeForce Now e o xCloud surgindo como opções, qual seu plano a médio prazo?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.