Facebook não vai monetizar discurso de ódio e violência até mesmo em notícias

O Facebook liberou hoje uma série de diretrizes para monetização de conteúdos na rede social e, além disso, revelou que tipo de conteúdo não será elegível para ganhar dinheiro no site. Segundo a rede social, nem mesmo canais de notícias poderão monetizar imagens com discurso de ódio ou violência.

"O conteúdo que caracteriza ou promove ataques a pessoas ou grupos geralmente não é elegível para anúncios, mesmo que no contexto de notícias ou fins de conscientização"

"O conteúdo que caracteriza ou promove ataques a pessoas ou grupos geralmente não é elegível para anúncios, mesmo que no contexto de notícias ou fins de conscientização"

Na parte em que fala de conteúdos violentos, o Facebook também cita os gameplays. Sem estender muito o assunto, a rede social alerta que "violência excessivamente gráfica durante vídeos de gameplay" não poderão vender anúncios.

Voltando para o lado da cobertura jornalística, o Facebook também proibirá a venda de anúncios em vídeos ou conteúdos patrocinados envolvendo "Tragédias e Conflitos". Segundo a rede social, mesmo para fins educacionais, o uso de imagens deste cunho causará perda nos direitos de monetização.

Neste mês a companhia lançou o serviço de vídeos Watch nos Estados Unidos, que pretende roubar usuários do Youtube. Levando em conta as restrições para produtores de conteúdos e a ausência de uma abordagem aprofundada nas diretrizes, talvez o Facebook acabe se tornando desinteressante para alguns produtores de conteúdo e também veículos de informação. 

- Continua após a publicidade -

Você pode ler as regras de produção de conteúdo do Facebook aqui. Além do que já foi citado, as diretrizes do Facebook para monetização também proíbem conteúdos que já não são permitidos na rede social, como qualquer produção com crianças envolvidas em imagens violentas ou sexualizadas, além de produções com pornografia e que incentivam a venda e uso de drogas ilícitas, bem como o consumo de tais substâncias.

Fonte: Facebook Guidelines, Facebook Newsroom
Tags
  • Redator: Mateus Mognon

    Mateus Mognon

    Mateus Mognon é formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina. Vencedor do prêmio SET Universitário na Categoria Reportagem Digital, atua nos sites do grupo Adrenaline desde 2014. Atualmente, colabora para os veículos com notícias, análises e artigos envolvendo tecnologia e games.

Com o GeForce Now e o xCloud surgindo como opções, qual seu plano a médio prazo?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.