Tesla libera mais bateria em seus carros na Flórida para motoristas fugirem do furacão Irma

Após o pedido de um usuário, a Tesla lançou uma atualização de software para seus carros elétricos na Flórida que aumenta temporariamente a potência da bateria dos modelos de 60 kWh e 70 kWh. Com o update, os motoristas vão ganhar entre 50 e 65 km extras de autonomia para escapar do furacão Irma.

Os veículos Model S e Model X modelo 60 e 60D possuem autonomia de cerca de 321 km. Segundo o The Verge, independente da potência, os veículos de entrada são equipados com uma bateria de 75KWh, que só utiliza 80% de sua capacidade nos modelos mais baratos graças a uma trava de software.

Devido a situação causada pela tempestade tropical, a companhia lançou um update gratuito que destrava todo o potencial dos carros na Flórida até o dia 16 de setembro.

Em situações normais, a trava de software nos carros mais baratos serve como uma espécie de "DLC". Se o motorista possui um dos modelos com 80% da capacidade da bateria, a Tesla libera o potencial extra por um preço adicional de US$3 mil.

Aparentemente, o modelo de negócio da Tesla com os carros de entrada não deu muito certo, já que a companhia não vende mais o Model S e o Model X nas variantes 60 e 60D. Segundo a empresa, os clientes não compravam a versão mais barata porque as unidades de preço mais alto traziam mais vantagens.

- Continua após a publicidade -

De acordo com o economista e consultor de preços Georg Tacke, da empresa Simon Kucher, a Tesla adota esta medida porque produzir a mesma bateria e diminuir sua potência via software é mais barato do que fazer uma versão mais fraca da fonte de alimentação.

Segundo o especialista, esse é um movimento da indústria que vai ficar cada vez mais comum daqui pra frente. "Quanto mais software entra no hardware, mais vamos ver disso. Acostume-se". No mercado de GPUs e CPUs, a tendência já é praticada há bastante tempo.

Via: The Verge, The Guardian
Assuntos
Tags
  • Redator: Mateus Mognon

    Mateus Mognon

    Mateus Mognon é formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina. Vencedor do prêmio SET Universitário na Categoria Reportagem Digital, atua nos sites do grupo Adrenaline desde 2014. Atualmente, colabora para os veículos com notícias, análises e artigos envolvendo tecnologia e games.

Você quer processadores da AMD com gráficos integrados

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.