AMD responde a críticas ao custo, performance e consumo das RX Vega

Através de sua conta no Twitter, Raja Koduri, vice-presidente e chefe de arquitetura da Radeon Techonologies Group, endereçou comentários às diversas críticas e análises acerca das placas Radeon RX Vega. Entre algumas das afirmações mais interessantes está a de que o Infinity Fabric é otimizado para servidores e que "veremos versões otimizadas para o consumidor no futuro".

Koduri também "colocou a mão em outros vespeiros", argumentando sobre a crítica acerca do alto consumo de energia da placa. Segundo ele "há um dilema se a configuração padrão deve ser otimizada na relação performance por custo ou performance por watt consumido. O ideal seria ambos, mas dados de vendas favorecem a relação performance por custo", afirmou Koduri, que também afirmou que as Vega trazem o maior alcance que ele já viu na relação performance por watt em suas varias implementações, o que inclui a Vega 56, 64 e Vega Frontier, por exemplo.

Outro tópico foram os preços e a disponibilidade das placas, que estão difíceis de serem encontradas no exterior e, quando estão disponíveis, aparecem por preços pouco convidativos. Koduri afirma que o time de fornecimento está trabalhando duro para melhorar a disponibilidade, e afirmou que "todo esse ruído" na internet só beneficia os competidores (leia-se Nvidia). No Brasil um dos primeiros modelos da Radeon RX Vega 64, em seu modelo referência, é encontrada por "pouco simpáticos" R$ 3.500.

Sobre a disputa dos mineradores e os gamers, Kudori afirmou que vivemos tempos interessantes onde uns não querem os outros comprando suas GPUs, e que fica até difícil de identificar quem é quem nas redes sociais. 

- Continua após a publicidade -

Raja considera que racionalizar acerca da arquitetura Vega usando como base apenas a implementação RX é uma análise incompleta. Só não sei em qual medida isso vai servir de conforto para eventuais compradores de uma Vega 64, atualmente sendo vendida no Brasil por preços próximos de alguns modelos da mais eficiente em games GTX 1080 Ti. 

As placas Vega foram lançadas inicialmente no mercado profissional com os modelos Frontier Edition. As RX Vega vieram depois para cobrir uma lacuna: a empresa não possuía produtos para disputar no segmento de alto desempenho. Os modelos Vega 56 e 64 trouxeram performances nos patamares das GTX 1070 e 1080, sem fazer frente ao desempenho da GeForce GTX 1080 Ti. Ainda não realizamos testes  próprios com as placas Radeon RX Vega.

Fonte: Twitter Raja Koduri
Tags
amd
  • Redator: Diego Kerber

    Diego Kerber

    Formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Diego Kerber é aficionado por tecnologia desde os oito anos, quando ganhou seu primeiro computador, um 486 DX2. Fã de jogos, especialmente os de estratégia, Diego atua no Adrenaline desde 2010 desenvolvendo artigos e vídeo para o site e canal do YouTube

Com o GeForce Now e o xCloud surgindo como opções, qual seu plano a médio prazo?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.