Benchmarks mostram desempenho do Core i7-8700K e Core i5-8400

A Intel apresentou a 8ª geração Core, mas infelizmente não foi muito mais longe que isso na apresentação dos processadores Coffee Lake, se restringindo a publicar imagens das caixas desses modelos. Enquanto não temos dados oficiais, seguem pipocando na internet supostos testes com esses novos processadores. A última novidade partiu do site HotHardware, que publicou telas do SiSoftware SANDRA do Core i7-8700K, topo de linha da dessa família de processadores, e o Core i5-8400, modelo do segmento intermediário.

8ª geração Core será composta por CPUs Kaby Lake Refresh, Coffee Lake e Cannon Lake

Por conta de melhorias na performance por thread e o aumento no número de núcleos (de 4 para 6), a Intel vem alegando que os novos processadores Coffee Lake trarão um ganho em single-thread de 11% e de até 51% em aplicações que façam uso de múltiplos threads.

Fazendo um comparativo com a pontuação do Core i7-7700K agregada no aplicativo, o pessoal do HoHardware encontrou as seguintes evoluções no chip 8700K comparado a seu antecessor:

Arithmetic: 8700K: 217.98 GOPS -- 7700K: 149.99 GOPS - aumento de 45%
Multi-Media:  8700K: 658.57 Mpix/s; -- 7700K: 447.76 Mpix/s- aumento de 47%
Cryptography:  8700K: 10.47 GB/s â€‹-- 7700K:  9.34 GB/s- aumento de 2%
Scientific Analysis (Single Precision):  8700K: 61.41 GFLOPS â€‹-- 7700K: 48.51 GFLOPS- aumento de 26%
Scientific Analysis (Double Precision):  8700K: 32.11 GFLOPS â€‹-- 7700K: 24.40 GFLOPS- aumento de 32%

- Continua após a publicidade -

Como podem perceber, em nenhum desses testes há um ganho de 51%, mas isso não chega a ser uma surpresa: é comum na divulgação de avanços de uma nova tecnologia a empresa se referir apenas ao melhor resultado obtido através de uma longa bateria de testes. Ainda assim, os em torno de 30% de ganho comparado ao modelo da geração anterior é uma evolução relevante.

Suposto benchmark do Core i3-8350K mostra performance próxima a do i7-4770K

O outro teste publicado envolve o Core i5-8400, um sucessor do Core i5-7400 (usado no nosso PC Ideal para Jogar Adrenaline). O HotHarware comparou esse modelo com uma CPU um pouco mais potente da geração passada, o Core i5-7600K, e encontrou ganhos médios na casa dos 40%. Vamos fazer aqui o comparativo com o 7400, para ver claramente a evolução de geração para geração:

Arithmetic: 8400: 145.05 GOPS -- 7400: 79 GOPS - aumento de 83%
Multi-Media: 8400:420.54 Mpix/s --  7400: 233.24 Mpix/s - aumento de 80%
Cryptography: 8400: 9.78 GB/s --  7400: 5.90 GB/s - aumento de 65% 

- Continua após a publicidade -

Por falta de dados agregados do 7400, nesses outros dois critérios vamos comparar com o 7600K:

Scientific Analysis (Single Precision): 8400: 71.68 GFLOPS --  7600K: 51.38 GFLOPS - aumento de 29%
Scientific Analysis (Double Precision): 8400: 31.35 GFLOPS --  7600K: 31.35 GFLOPS - aumento de 17%
 

Colocando os dados em perspectiva, dá pra entender porque o HotHardware preferiu a comparação com o 7600K: com o aumento de quatro para seis núcleos, somado ao aumento de performance por núcleo, a linha Core i5 deu um salto comparado ao modelo da geração anterior, com melhorias que podem chegar a impressionantes 80% e tornando a comparação com o 7600K algo mais próximo.

Veja a arte das caixas da 8ª geração Core

O lançamento dos processadores da 8º geração para desktops acontecerá ainda nesse outono (período entre setembro e dezembro, no hemisfério norte). De acordo com vazamentos, rumores e algumas imagens da própria Intel, a próxima geração Coffee Lake terá entre suas principais novidades o aumento no número de núcleos ao longo do line-up, com o objetivo de fazer frente aos modelos Ryzen. Apesar de usar o mesmo soquete LGA 1151, as placas atuais não serão compatíveis com os modelos da 8ª geração.

Fonte: HotHardware
  • Redator: Diego Kerber

    Diego Kerber

    Formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Diego Kerber é aficionado por tecnologia desde os oito anos, quando ganhou seu primeiro computador, um 486 DX2. Fã de jogos, especialmente os de estratégia, Diego atua no Adrenaline desde 2010 desenvolvendo artigos e vídeo para o site e canal do YouTube

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.