Radeon RX Vega 64 está sendo oferecida com sobrepreço de R$ 500 para vendedores

Os distribuidores de hardware estão pedindo que as lojas especializadas paguem preços bastante altos para ter a AMD Radeon RX Vega 64 em seus estoques. Anunciada inicialmente com preço final de US$ 499 (R$ 1,5 mil em conversão direta, incluindo lucros de revenda), a placa está custando US$ 675 (R$ 2,1 mil), valor sobre o qual ainda vai incidir o lucro de quem vende.

Site oficial: Radeon RX Vega 64

Em alguns lugares, os distribuidores estão cobrando mais de US$ 1 mil (R$ 3,1 mil). Não se sabe se isso ainda é reflexo da mineração de criptomoedas ou se de fato a produção das placas está lenta por parte da AMD.

Radeon RX Vega 64 pode custar mais do que sugerido pela AMD [Rumor]

"O preço que nós anunciamos é a nossa intenção total de como nós iríamos sugerir que o produto seja cobrado", diz o diretor de marketing de componentes da AMD, Geral Youngblood, na última quarta-feira. "Não apenas no lançamento, mas de maneira contínua".

- Continua após a publicidade -

Saíram as análises da RX Vega 56 e 64: performances próximas da GTX 1080 e 1070

"Primeiramente, nós apenas precisávamos criar o tanto de estoque quanto possível porque o inventário é realmente importante para que todos consigam atingir esses preços", continua Youngblood.

"Então é preciso ir trabalhando com nossos parceiros para permitir isso, mas nós não definimos o preço do produto deles. Mas faremos tudo que nós pudermos para deixar esses preços onde nós sugerimos quando foram anunciados mais cedo", conclui o diretor de marketing.

De acordo com o site TechPowerUp, essa é uma situação onde a AMD está numa melhor posição para intervir, pois o problema está mais próximo do começo da rede de distribuição. Com isso, a fabricante tem mais chance de mudar essa situação com os distribuidores do que os vendedores têm, por exemplo.

A notícia ainda sugere que a AMD pode trabalhar com os parceiros add-in board (AIB) para aumentar consideravelmente a produção e diminuir os preços, o que seria uma arriscada aposta. Caso os mineradores sejam o problema, eles sugerem criar uma versão exclusiva para games, que tenha suas capacidades de mineração altamente reduzidas.

- Continua após a publicidade -

Via: Tweak Town, Eteknix, Tweak Town Fonte: TechPowerUp
  • Redator: Carlos Felipe Estrella

    Carlos Felipe Estrella

    Apaixonado por games desde os 6 anos de idade, quando ganhou um Playstation 1. Em 2005 migrou para o PC, e aí começou a se interessar por tecnologia. Formado jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.