Se liga: implementação da CNH eletrônica deve ocorrer em fevereiro de 2018

O Conselho Nacional de Trânsito (Contran) antecipou a implantação da Carteira Nacional de Habilitação Eletrônica (CNH-e) para dia 1ª de fevereiro de 2018. 

O projeto original previa que os órgãos e as entidades de trânsito dos estados do Brasil poderiam fiscalizar e fornecer a CNH-e até dia 1º de fevereiro, mas a resolução 687, publicada nesta quarta-feira no Diário Oficial da União, prevê que os estados devem estar aptos a trabalhar com essa nova carteira eletrônica até a data indicada.

Ou seja, os órgãos estaduais devem estar com uma estrutura pronta para implantar o novo sistema no começo do ano que vem. Segundo a coordenação do Sistema Nacional de Trânsito, a antecipação foi aprovada porque o aplicativo de smartphones que suporta a CNH-e já estaria pronto. Com essa mudança na data, o Detran (Departamento de Trânsito) de cada estado estará apto para testar a emissão do documento digital.

Para modernizar o documento, a CNH-e vai contar com um código PIN e um sistema de bloqueio no site do Detran, caso o smartphone com aplicativo cadastrado seja roubado. A CNH poderá ser salva para visualização offline e será verificada pela polícia através de um leitor de código QR.

Via: Agencia Brasil
Tags
  • Redator: Mariela Cancelier

    Mariela Cancelier

    Mariela é jornalista pela Universidade Federal de Santa Catarina e gosta de jogos de luta e MOBAs. Foi estagiária do Adrenaline e Mundo Conectado e atualmente é redatora freelancer em ambos os sites.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.