Netflix vai investir US$ 7 bilhões em conteúdo original em 2018

A Netflix pretende aumentar ainda mais seus investimentos em conteúdo original em 2018. A companhia anunciou recentemente que vai dedicar uma receita de US$ 7 bilhões para produções próprias no ano que vem. Em 2017, a companhia investiu US$ 6 bilhões, enquanto em 2016 o número foi de US$ 5 bilhões.

Segundo Ted Sarandos, chefe de conteúdo da empresa de streaming, o dinheiro veio da receita da empresa, retirado de ganhos como as assinaturas mensais. Recentemente a companhia aumentou os preços de seus planos no Brasil, dando como motivo os investimentos em produções próprias.

A Netflix possui atualmente mais de 100 milhões de usuários e, segundo Sarandos, a América Latina é um mercado importante para a companhia, o que garante produções originais voltadas para o público daqui.

Nos últimos dois anos a companhia já anunciou séries, filmes e programas musicais e de comédia feitos por produtoras brasileiras que serão veiculados exclusivamente na plataforma.

- Continua após a publicidade -

O objetivo da empresa agora é ganhar mais assinantes na Ásia, segundo o Neowin.

"A América Latina é um foguete para nós. O Leste Europeu tem crescido bem. E estamos entrando agora na Ásia. Temos muito crescimento pela frente. Nosso foco agora é 'Como fazemos pessoas na Coreia amarem a gente tanto quanto as pessoas do Kansas?'"
Ted Sarandos

"A América Latina é um foguete para nós. O Leste Europeu tem crescido bem. E estamos entrando agora na Ásia. Temos muito crescimento pela frente. Nosso foco agora é 'Como fazemos pessoas na Coreia amarem a gente tanto quanto as pessoas do Kansas?'"
Ted Sarandos

A criação de conteúdo próprio é uma das formas para a Netflix se manter na ativa durante os próximos anos. Com o mercado de vídeos on-demand gerando lucros, diversos estúdios estão abandonando a empresa e criando suas próprias plataformas.

Netflix está negociando manter conteúdo
Marvel e Star Wars depois da Disney sair

Neste ano, a Netflix já perdeu conteúdos da FOX e a Disney anunciou que pretende retirar seu portfólio do catálogo do serviço até 2019. Ambas as empresas pretendem criar plataformas próprias de vídeo por assinatura.

- Continua após a publicidade -

A fabricante de smartphones Apple também pretende ingressar neste mercado e, segundo o The Wall Street Journal, já possui US$1 bilhão reservado para a produção de conteúdos em vídeo.

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Adrenaline para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

Via: Neowin
Tags
  • Redator: Mateus Mognon

    Mateus Mognon

    Mateus Mognon é formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina. Vencedor do prêmio SET Universitário na Categoria Reportagem Digital, atua nos sites do grupo Adrenaline desde 2014. Atualmente, colabora para os veículos com notícias, análises e artigos envolvendo tecnologia e games.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.