Sony afirma já ter lucros com as vendas do PS3

O Playstation 3 foi lançado em novembro de 2006 e, após quase quatro ano de ciclo mercadológico, o console finalmente estÁ dando lucros. Pelo menos foi o que Shuhei Yoshida, presidente da Sony Worldwide Studios, informou. Desde sua estreia mundial, o console gerava prejuízo financeiro à companhia em cada unidade vendida por não cobrir os gastos do seu custo total de fabricação.


Em depoimento ao portal IGN, Yoshida fez questão de ressaltar que a sua empresa jÁ estÁ fazendo dinheiro com cada Playstation 3 vendido. Ainda, a Sony agora pretende continuar esses ganhos e recuperar o valor de risco investido nos últimos quatro anos. Como pretendem fazer isso? Não abaixando mais o preço do console, que hoje custa US$ 299. "É a primeira vez que podemos cobrir os custos do PS3. Não estamos fazendo muito dinheiro com o hardware em si, mas não estamos mais sangrando tanto quando antes", disse o executivo.

No mês passado, a companhia iniciou a comercialização do console com chips de processamento grÁficos menores e declarados "mais efeitos em termos de custo". Esse também foi um dos fatores que contribuiu para a diminuição dos altos gastos e, consequentemente, à reversão em lucros.


Riscos mercadológicos

Na indústria, é comum uma empresa trabalhar inicialmente no vermelho assim que um novo sistema é lançado. Isso ocorre justamente por conta dos altos custos de produção de uma tecnologia inédita e da demanda que esse produto tem no mercado. Conforme os incentivos de venda, essas perdas são amenizadas à medida que as vendas crescem e se tornam constantes, compensando os gastos e passando a gerar lucros monetÁrios. A Sony estÁ passando por esse momento agora com o Playstation 3.

No início de sua vida, o console era vendido a US$ 600 para o modelo com 60Gb. A "culpa" do alto preço foi posta especialmente no Blu-Ray, mídia em disco que, naquela época, sequer engatinhava e muitos criticaram a Sony de forçar a entrada da tecnologia do mercado utilizando o Playstation 3 como pretexto. Especulava-se, também, que a companhia gastava cerca de US$ 1 mil para produzir cada PS3. Sendo assim, perdia US$ 400. Os números nunca foram confirmados.

Hoje, embora encontre dificuldades de penetração em outras Áreas do globo, o Blu-Ray encontra-se consideravelmente difundido nos principais mercados tecnológicos, com vendas crescentes devido à maior aceitação dos recursos de alta definição, que vêm se tornando cada vez mais popular.

Assuntos
Tags
  • Redator: Andrei Longen

    Andrei Longen

    Jornalista pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Andrei Longen é entusiasta por videogames desde os 7 anos, quando ganhou um Odyssey 2, seu primeiro console. Hoje tem PS4, PS3 e PS Vita e adora caçar troféus em todos os jogos. Colabora no Adrenaline com notícias, análises, artigos, colunas e vídeos.

Quem estava pior no primeiro vídeo?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.