Linha Coffee Lake trará Core i3 quad-core e Core i5 e i7 com 6 núcleos [rumor]

Com lançamento esperado para ainda esse ano, já começam a circular algumas informações interessantes sobre os processadores da oitava geração Core, codinome Coffee Lake. Com os Ryzen pressionando a competição com produtos equipados com mais núcleos, há indícios de que a Intel irá se mexer para buscar terreno perdido.

Um dos primeiros modelos a circular pela internet é o Core i3-8300, primeiro processador que trará quatro núcleos a um modelo da linha Core i3. Além da introdução do primeiro quad-core, rumores indicam que ele teria hyperthreading ativado, o que significa que ele possui um total de 8 threads, algo restrito somente aos Core i7 no atual line-up da empresa. O "super Core i3" só vai ficar devendo Turbo Boost, limitando suas frequências a 4.0GHz.

Esse aumento do número de núcleos pode chegar ao restante da linha, com rumores sugerindo os seguintes modelos Coffee Lake (informações não oficiais):

- Core i7 8700K, 6 núcleos 12 threads, 3.7GHz,Turbo para 4.3GHz, single core para 4.7GHz, TDP 95W
- Core i7 8700, 6 núcleos 12 threads, 3.2GHz, Turbo para 4.3GHz, single core para 4.6GHz, 65W
- Core i5 8600K, 6 núcleos 6 threads, 3.6GHz, Turbo para 4.1GHz, single core para 4.3GHz, 95W
- Core i5 8400, 6 núcleos 6 threads, 2.8GHz, Turbo para 3.8GHz, single core para 4.0GHz, 65W
- Core i3 8300, 4 núcleos e 8 threads, 4GHz

ASRock diz que processadores Intel Coffee Lake não suportarão placas-mãe da série 200

A AMD apresenta como um de seus argumentos frente a concorrente Intel a presença de mais núcleos em seus processadores por preços competitivos, entre outras características como a presença do SMT em praticamente todos os seus produtos (exceto nos Ryzen 3) e possibilidade de overclock em todos os modelos. A Intel é muito mais restritiva, cortando funcionalidades em seus processadores "ao longo do descer" de seu line-up, fazendo modelos perderem Hyperthreading, núcleos e potencial de overclock se não são modelos topo de linha ou não estão em uma placa-mãe com chipset mais potente. Agora é esperar para ver se a pressão criada pelos Ryzen enfim vão forçar a empresa a sair dessa política de produtos muito limitados no segmentos de entrada e intermediário.

- Continua após a publicidade -

A geração Coffee Lake deverá chegar junto com os chipsets Z370/H370 e ser baseada no socket LGA 1151, e apesar disso não serão compatíveis com placas-mãe serie 200. Ela deverá ser o 2º refinamento do processo de produção de 14 nm. Os primeiros modelos baseados em Coffee Lake devem ser lançados no mercado próximo do final do ano.

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Adrenaline para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

  • Redator: Diego Kerber

    Diego Kerber

    Formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Diego Kerber é aficionado por tecnologia desde os oito anos, quando ganhou seu primeiro computador, um 486 DX2. Fã de jogos, especialmente os de estratégia, Diego atua no Adrenaline desde 2010 desenvolvendo artigos e vídeo para o site e canal do YouTube

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.