Nvidia não quer briga e recomenda tanto CPU Intel quanto AMD para servidores

"Seja qual for a CPU que você escolher, as últimas otimizações/tecnologias têm aumentado o desempenho da computação acelerada". É mais ou menos essa mensagem que a Nvidia quer passar numa recente publicação em seu Blog.

No texto com título "Intel e AMD entregaram duas ótimas razões para atualizar seu data center", parece que a Nvidia é da turma do "chega disso" e está recomendando ambas empresas para quem quer investir em servidores.

"Pense num teste de múltipla escolha sem respostas erradas. A Intel lançou na semana passada suas novas CPUs Skylake Xeon. A AMD lançou no mês passado sua CPU EPYC da próxima geração."

"Pense num teste de múltipla escolha sem respostas erradas. A Intel lançou na semana passada suas novas CPUs Skylake Xeon. A AMD lançou no mês passado sua CPU EPYC da próxima geração."

Amazon sofre com RMA de compradores que devolvem CPUs Intel no lugar de Ryzen

Para quem não lembra, a Intel lançou recentemente a plataforma Xeon Scalable, denominada como a "maior evolução em servidores da década". Do outro lado a AMD lançou seus processadores Epyc série 7000 com até 32 núcleos Zen para data centers. Tudo ia bem até a "Intel descer o nível e falar que AMD Epyc são várias CPUs 'coladas juntas'".

- Continua após a publicidade -

AMD vai responder perguntas sobre Zen e processadores Epyc amanhã em Live do Facebook

O que aconteceu
Documentos oficiais de apresentação dos processadores para servidor Xeon enviados pela Intel à imprensa criticam a solução concorrente AMD Epyc de maneira bem curta e grossa, acusando-os de serem "4 CPUs de desktop coladas juntas".

A Intel ainda foi além e, para provar seu ponto, comparou implementações de tecnologia multi-thread usando o SMT da AMD e sua própria HyperThreading. O problema é que eles fizeram isso comparando o Xeon 6134, que é um modelo para servidores e custa US$ 2,2 mil (equivalente a R$ 7 mil, em conversão direta) com o Ryzen 7 1800X, CPU de desktop que custa menos de US$ 500 (equivalente a R$ 1,5 mil).

E a AMD?
Depois da campanha agressiva da Intel, a AMD não se pronunciou oficialmente. Amanhã (18) será realizada uma transmissão ao vivo com Forrest Norrod, Kevin Lepak e Scott Aylor para responder perguntas sobre a série de processadores de alto desempenho EPYC 7000. Também será pauta da conversa a arquitetura Zen.

- Continua após a publicidade -

Enquanto isso a Nvidia:
Computação é um recurso que depende da sua CPU, e o que a Nvidia quer não é indicar qual modelo é o melhor para se escolher - seja AMD ou Intel. Para a empresa do lado verde, o importante é usar qualquer uma das últimas CPUs que possa trabalhar em conjunto com GPUs Nvidia de computação acelerada. "A Computação Acelerada está em todos os lugares, e agora, graças à nova geração de processadores, suas opções de tecnologia são melhores do que nunca", segundo o Blog da Nvidia.

  • Redator: Mariela Cancelier

    Mariela Cancelier

    Jornalista pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), fui estagiária do Adrenaline/Mundo Conectado entre 2015 e 2017. Gosto de jogos de luta (o que marcou minha infância foi Tekken 4) e MOBAs. Atualmente sou colaboradora de ambos sites e apareço de vez em quando em alguns vídeos e reviews dos canais.

Devem existir lançamentos de chips com melhorias na mesma arquitetura

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.