Novo Audi A8 chega no final do ano com chip NVIDIA e promessa de direção autônoma mais avançada que da Tesla

O mercado de carros autônomos está cada vez mais aquecido e a Audi apresentou novidades sobre o seu principal veículo nessa frente, o novo A8. Durante o Audi Summit Barcelona, a empresa revelou novidades do veículo, que possui sistema inteligente equipado com chip Nvidia e mais 40 tecnologias que tornam a direção autônoma mais avançada que a presente nos carros da Tesla.

Com um design clássico da Audi, o sedan será o primeiro carro do mundo produzido em massa com sistema autônomo nível 3. Chamado de "automação condicional", este nível permite que o motorista tire as mãos do volante quando o veículo estiver a menos de 60 km/h e se distraia enquanto a AI dirige sozinha. O recurso é mais avançado que o Autopilot da Tesla, que é classificado como "nível 2", já que o motorista não pode tirar os olhos da estrada em momento algum.

O sistema autônomo é chamado de AI Traffic Jam Pilot e, segundo a Nvidia, transforma o veículo em um "chofer" enquanto o motorista está em um congestionamento. O A8 é o primeiro veículo do mundo a utilizar câmeras junto com sensor laser LIDAR, que examinam o ambiente ao redor e permitem a direção autônoma avançada.


Como o carro "vê o mundo" com escaneamento LIDAR

No nível 3 de direção automática, em tese, o motorista pode ler um livro, mandar mensagens no celular ou jogar em um tablet enquanto dirige em um congestionamento, por exemplo. Apesar disso, o condutor ainda deve manter um certo grau de atenção na estrada por questões de segurança e legislação.

- Continua após a publicidade -

O sistema também detecta alterações no trânsito e avisa o motorista sobre eventuais perigos, dando uma janela de 10 segundos para o motorista analisar a situação e assumir a direção, caso necessário.

O Traffic Jam Pilot pode ser ativado e desativado com o botão Audi AI, presente no painel do carro, que também comporta o sistema de infotainment MIB+ e traz um Cockpit Virtual. Além de contar com o modo autônomo, o veículo também conta com tecnologias como controle de funções por voz, estacionamento automático e machine learning, que permite ao veículo salvar, mapear e sugerir rotas com o mapa conectado.

O painel de controle central é formado por uma série de telas touchscreen, com o display principal de 10,1 polegadas. Utilizando apenas o toque, o motorista pode controlar desde funções como altura do banco e ar condicionado, até conexão com smartphones e outros dispositivos. Para os passageiros, o carro traz duas telas na parte traseira, também equipadas com o MIB+.

O futuro dos carros conectados

- Continua após a publicidade -

O objetivo da Audi com o novo A8 é popularizar a ideia de que carros são mais do que apenas veículos. Com o sistema autônomo avançado e diversas tecnologias conectadas, a companhia pretende que o motorista aproveite melhor o tempo que passa em seu carro. O A8, por exemplo, conta com uma configuração que transforma os banco em uma "poltrona reclinável" para aumentar o conforto.

"O carro do futuro facilitará a vida de seus ocupantes com a ajuda da inteligência artificial. A tecnologia faz a diferença”
-  Rupert Stadler, presidente do conselho da Audi

"O carro do futuro facilitará a vida de seus ocupantes com a ajuda da inteligência artificial. A tecnologia faz a diferença”
-  Rupert Stadler, presidente do conselho da Audi

O conceito de carro do futuro da empresa é representado numa ação comercial para o filme Homem-Aranha: De Volta ao Lar, onde o adolescente tenta tirar a habilitação no veículo autônomo Audi, mesmo sem saber dirigir. O vídeo também mostra algumas das tecnologias que veremos no novo A8.

O lançamento do Audi A8 está marcado para o final de 2017, com o carro chegando com preço de 90.600 euros (R$ 331 mil). Uma versão com motor híbrido chamada de A8 L será lançada futuramente, custando 94.100 euros (R$ 344 mil).

Legislação
Apesar do lançamento do carro estar próximo, a Audi pode enfrentar problemas com a legislação para lançar o carro em certos mercados.

Como ainda não existe uma legislação específica para carros autônomos nível 3 e 4 (alta automação), que permitem que o motorista largue o volante e tire os olhos da estrada, a empresa talvez seja levada a bloquear a direção automática em certos países.

Atualmente, a Alemanha é um dos países mais abertos para a tecnologia e já está debatendo mudanças na lei para permitir a chegada de carros autônomos. No começo do ano, o país aprovou a circulação de veículos autônomos em seu território.

Como o Brasil ainda não é um dos mercados mais cobiçados pelas montadoras de carros autônomos, ainda não existe legislação para essa tecnologia por aqui.

Tags
  • Redator: Mateus Mognon

    Mateus Mognon

    Mateus Mognon é formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina. Vencedor do prêmio SET Universitário na Categoria Reportagem Digital, atua nos sites do grupo Adrenaline desde 2014. Atualmente, colabora para os veículos com notícias, análises e artigos envolvendo tecnologia e games.

Em um remake, você quer:

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.