Samsung está prestes a superar a Intel na fabricação de chips

As estimativas de crescimento da Samsung na fabricação de semicondutores já anunciavam, e parece que estamos prestes a ver acontecer: a empresa sul-coreana deve superar nesse trimestre fiscal a Intel e se tornar a maior fabricante de chips do mundo. O principal motor desse crescimento é a alta demanda por chips de memória, que levarão a Samsung a atingir US$ 15 bilhões em receita, batendo a Intel que alcançará US$ 14.4 bilhões, de acordo com as estimativas.

A Intel domina o mercado desde 1993, época em que lançou os processadores Pentium, sem perder a liderança desde então. Na época a Samsung ocupava a 7ª posição. 

A liderança da Samsung no segmento também tem relação com a mudança do mercado. A alta demanda de DRAM e de chips para SSDs fizeram o mercado para esses chips se tornar maior que o de semicondutores para a fabricação de processadores. 

A aposta da Samsung nos semicondutores começou na administração de seu fundador, Lee Byung-chul, que iniciou a divisão de semicondutores da empresa em 1983. Lee Kun-hee, terceiro filho do fundador, tomou a direção da empresa em 1987 e fez investimentos pesados nesse segmento, fazendo a empresa crescer para o sétimo lugar em 1993, quarto nos anos 2000 e segundo em 2006. Por conta da larga liderança da Intel, foram necessário mais de 10 anos para superar a fabricante de CPUs.

Além de superar a Intel nesse trimestre, a receita anual também será maior: a Samsung deve atingir a receita de US$ 63.6 bilhões com semicondutores, com a Intel somando um total de US$ 60.5 bilhões.

Fonte: Korea Times
Tags
  • Redator: Diego Kerber

    Diego Kerber

    Formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Diego Kerber é aficionado por tecnologia desde os oito anos, quando ganhou seu primeiro computador, um 486 DX2. Fã de jogos, especialmente os de estratégia, Diego atua no Adrenaline desde 2010 desenvolvendo artigos e vídeo para o site e canal do YouTube

Pra você, quem merece o GOTY?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.