Acompanhe como foi a evolução da tecnologia Aura RGB nos produtos ASUS

A iluminação RGB é a tendência mais recente em hardwares para o PC Gaming. Em função disso, a ASUS Republic of Gamers acredita que a iluminação personalizável é mais do que uma característica que apenas deve ser adicionada aos componentes. Ela é uma ferramenta de personalização exclusiva que merece receber atualizações para oferecer cada vez mais recursos ao usuário. 

Led RGB
Os primeiros sistemas de iluminação da ASUS começaram com LEDs em placas-mãe. Desde então, foi sendo criado um ecossistema de produtos iluminados que podem sincronizar cores e efeitos em sistemas DIY inteiros com base no software Aura Sync. Para provar esta evolução, a ASUS lançou durante a Computex 2017 um novo sistema de desenvolvimento (SDK) aberto para desenvolvedores que desejam aproveitar a iluminação nos PCs com seu próprio software.

X299-Deluxe e Rampage VI Extreme: primeiras placas-mãe ASUS com tecnologia WiFi AD

A placa-mãe Crosshair original foi a primeira que recebeu os primeiros LEDs extras para ter uma estética distinta das outras e iluminar áreas importantes da placa e o cluster I/O. Desde então, foi apenas uma questão de tempo antes das placas-mãe ASUS provarem o "arco-íris", já que os LEDs começaram a ganhar características RGB. Assim, foi adicionado iluminação Aura RGB à série Z170 em 2015. A melhor dessas placas implementou LEDs em várias zonas com controle independente. Eles também complementaram os efeitos estéticos usuais adicionando objetivos funcionais, como mostrar a saída de áudio e as temperaturas da CPU.

Em seguida, alguns meses após o lançamento da Z170, chegaram as placas-mãe Maximus VII Hero e Alpha com adaptadores para conectar tiras LED RGB. Cada uma das conexões é capaz de alimentar até dois metros de iluminação em tiras, o suficiente para colorir um sistema DIY. 

- Continua após a publicidade -

Aura Sync
Com a chegada das placas-mãe X99 no ano seguinte, também estreou um sistema de iluminação atualizado chamado Aura Sync. O novo recurso possibilitou a sincronização de cores e efeitos entre vários componentes ASUS. O objetivo da marca foi fazer com que todos os LEDs do sistema trabalhassem em harmonia da maneira mais fácil possível. O novo software permite que o usuário controle cada componente individualmente ou sincronize os que deseja com apenas alguns cliques. 

Veja como é o estúdio de criação do casemoder L3p, entusiasta da ASUS

O software Aura Sync foi bem recebido e se espalhou rapidamente se espalhou para outros hardwares ROG, incluindo dezenas de placas de vídeo, mouses, teclados e o microfone gaming Magnus. Parceiros da indústria também mostraram interesse na tecnologia para trabalhar em conjunto com o Aura Sync da ASUS. Marcas como In Win, NZXT, Phanteks, Cooler Master, BitFenix, Deep Cool, CableMod, Akasa, EKWB, Geil, G.Skill e Zadak agora são compatíveis com a tecnologia exclusiva. Aura Sync está presente em tiras de iluminação, fans, waterblocks, módulos de memória e SSDs.

ASUS ROG lança mouse óptico Pugio com DPI 7200 e Aura Sync

- Continua após a publicidade -

A peça que faltava para ser enturmada no Aura Sync era o monitor, e foi com o modelo ROG Swift PG27VQ que o primeiro monitor gaming recebeu suporte ao software da ASUS. Também não podemos esquecer o headphone Strix Fusion, recentemente lançado que ampliou o portfólio de iluminação personalizada. 

Durante a conferência da ROG na Computex 2017, foi anunciado que o Aura Sync será em breve compatível com a iluminação doméstica Philips Hue. Você poderá controlar a cor das lâmpadas com a mesma interface intuitiva usada para controlar componentes ASUS do PC.

Melhorando a própria iluminação
Além de expandir o alcance de produtos ASUS Aura, a ASUS otimizou sua aplicação. Os designers da marca adotaram a estética monocromática para quem não quer deixar tudo "muito carnavalesco". Cores mais neutras fornecem um contraponto sutil para uma iluminação menos "bagunçada", e facilitam a combinação de componentes. A ASUS também teve o cuidado de colocar LEDs nos lugares certos para uma visibilidade máxima e não serem apagados por outros componentes. 

Para não incomodar ou fazer com que as cores enjoem o usuário, a ASUS pensou em colocar LEDs atrás de painéis translúcidos que difundem a saída da iluminação para uma personalidade mais uniforme. Segundo a empresa, "fazer uma iluminação consistente através das bordas e cantos deu muito trabalho". 

ASUS revela placa-mãe ROG X399 Zenith Extreme para geração Ryzen Threadripper

Com um pouco de adorno, a iluminação RGB pode ser usada para efeitos 3D interessantes. A placa de vídeo Poseidon GeForce GTX 1080 Ti, por exemplo, combina espelhos e LEDs para criar um padrão iluminado que parece infinito. Uma técnica semelhante é usada na nova placa-mãe Strix X299-E, cujo logo central da ROG quase parece que está flutuando sobre o PCB.

Mais programação
O mais legal do LED RGB é poder não apenas iluminar o seu PC, mas também controlar de forma precisa como a iluminação é usada. Do lado do hardware, muitas placas-mãe X299 têm compatibilidade com tiras RGB que podem ser personalizadas individualmente, e a ASUS está trabalhando em parceria com a  BitFenix, Cooler Master, Thermaltake e In Win para produzir gabinetes e fans que também incorporam esses LEDs.

Já do lado do software, os aplicativos estão sendo otimizados para um controle mais preciso, além de trazer uma interface mais intuitiva. Os novos efeitos serão aplicados em placas-mãe Aura mais antigas para que toda linha possa contemplar a tecnolgia Aura Sync. 

É por isso que a ASUS está disponibilizando o Aura SDK, que permite aos desenvolvedores integrar a iluminação ASUS em suas próprias aplicações. Assim, os devs podem oferecer monitoramento visual do hardware, notificações iluminadas e funcionalidades específicas para jogos. É possível conferir a versão inicial do Aura SDK neste link oficial da ASUS SDK.

Embora a ASUS ainda não tenha feito um anúncio oficial, ela já está trabalhando com desenvolvedores de alto nível para integrar a iluminação da Aura com games e outros softwares.

Via: Republic of Gamers
Tags
  • Redator: Mariela Cancelier

    Mariela Cancelier

    Mariela é jornalista pela Universidade Federal de Santa Catarina e gosta de jogos de luta e MOBAs. Foi estagiária do Adrenaline e Mundo Conectado e atualmente é redatora freelancer em ambos os sites.

Qual os planos para hardware esse ano?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.