Qualcomm processa empresas parceiras da Apple pelo não pagamento de patentes

A Qualcomm iniciou hoje um processo conta as fabricantes Foxconn, Pegatron Corporation, Wistron Corporation e Compal Electronics, todas parceiras da Apple, por não pagarem devidamente royalties. As empresas citadas são responsáveis por montar dispositivos iPhone e iPad. Uma das manobras anteriores da Qualcomm sobre este processo foi pedir à International Trade Comission que impedisse que os iPhones fossem vendidos nos Estados Unidos.

Qualcomm está tentando proibir a Apple de vender iPhones nos Estados Unidos

Já faz um tempo que a Qualcomm iniciou esta investida contra a Apple na alegação de uso indevido de patentes - a fabricante do Snapdragon acusou a empresa da maçã de um calote bilionário. No dia 28 de abril, a Qualcomm lançou uma nota onde acusa a Apple de não pagar o licenciamento de tecnologias para smartphones.

Este processo é consequência de uma acusação que aconteceu em janeiro deste ano, quando a Apple processou a Qualcomm em US$ 1 bilhão por "exercer um monopólio" sobre as tecnologias de modem dos smartphones e aproveitar sua posição para cobrar taxas injustas e "extorquir" suas parceiras em contratos. 

Recentemente, a Samsung e Intel declararam apoio à Comissão Federal de Comércio dos Estados Unidos em uma ação judicial contra a Qualcomm por usar táticas anticompetitivas para manter sua posição no segmento de processadores mobile. As duas empresas alegam que as medidas adotadas pela Qualcomm têm prejudicado o segmento de SoCs mobile.

Resta esperar que o sistema jurídico e as Comissões de Comércio, Federal e Internacional, resolvam a questão de patentes e monopólio na indústria mobile.

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Adrenaline para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

Via: Phone Arena
Tags
  • Redator: Mariela Cancelier

    Mariela Cancelier

    Mariela é jornalista pela Universidade Federal de Santa Catarina e gosta de jogos de luta e MOBAs. Foi estagiária do Adrenaline e Mundo Conectado e atualmente é redatora freelancer em ambos os sites.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.