ARM anuncia o Mali-C71, seu primeiro processador de imagens para carros

A ARM acaba de mostrar que está apostando seriamente no segmento de tecnologias autônomas para carros com o anúncio do seu primeiro processador de sinais de imagens (ISP - sigla em inglês) automotivo, o Mali-C71. A empresa pretende licenciar o novo hardware com suas parceiras na fabricação de componentes que vão ajudar na detecção e interpretação do meio ambiente para automações de nível 1 e 2 para ajudar a dirigibilidade dos carros.

A criação do Mali-C71 chega como um dos resultados da aquisição da Apical, uma desenvolvedora especializada no processamento de imagens que a ARM comprou no ano passado. A Apical já era familiar com a criação de ISPs, algo importante para a ARM se aventurar neste concorrido mercado. Não são poucas as empresas que estão apostando na tecnologia autônoma para carros como um dos principais mercados do futuro.

O Mali-C71 suporta o streaming de até 4 câmeras ao mesmo tempo e até 16 outros inputs que não sejam streaming, resultando num processamento de até 1,2GPixels/s. Além disso, ele ainda pode funcionar de maneira sincronizada com outros ISPs, para lidar com mais câmeras ao mesmo tempo. A ideia do Mali-C71 é fazer uma interpretação de imagens que pode ser passada adiante tanto para se comunicar com outros processadores, como para se comunicar diretamente com o motorista.

- Continua após a publicidade -

O mercado de hardware para carros, no entanto, é um tanto demorado do anúncio ao uso efetivo de novos componentes em produtos finais para o consumidos. A ARM não revelou quais parceiras vão usar seu mais novo Mali, mas informou que uma delas já está trabalhando em um sample, sendo que as outras ainda estão na fase de licenciamento. Depois disso os processadores ainda precisam ser certificados, para só então serem enviados às fabricantes de automóveis e só mais tarde chegarem a ser implementados num carro que pode realmente ser comprado, provavelmente daqui alguns anos.

Fonte: AnandTech
Tags
  • Redator: João Gabriel Nogueira

    João Gabriel Nogueira

    João Gabriel Nogueira se formou em jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) em 2015 e curte games desde muito antes. Começou com o Master System e o gosto pelos jogos eletrônicos trouxe o gosto pela tecnologia. Escrever notícias e análises de jogos, hardware e dispositivos móveis para o Adrenaline, além de trabalho é uma alegria e um aprendizado.

Qual vai ser o melhor game de outubro de 2020?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.