Patch de usuário permite atualizar Windows 7 e 8.1 em PCs com CPUs AMD Ryzen e Intel Kaby Lake

Graças a um patch feito por um usuário, agora donos de processadores Intel de 7º Geração (codinome Kaby Lake) ou de AMD Ryzen "Summit Ridge" poderão atualizar o seu sistema operacional enquanto utilizam seu hardware com cópias de Windows 7 e 8.1.

A Microsoft não providenciou atualizações para sistemas operacionais mais antigos que utilizem os novos processadores, limitando sua operação ao Windows 10 – se eles quiserem continuar recebendo updates do sistema.

Criado pelo usuário Zeffy, o patch permite que o computador continue recebendo atualizações de software da Microsoft através do Windows Update.

Seu código é aberto, então quem quiser pode conferi-lo no GitHub. A possibilidade de criar algo do tipo foi descoberta quando Zeffy estava inspecionando o arquivo do sistema wuaueng.dll depois da atualização de março de 2017 para Windows 7 e Windows 8.1.

Ele descobriu duas novas funções para esse arquivo, chamadas "IsCPUSupported(void)" e "IsDeviceServiceable(void)". Ao ativar essas duas funcionalidades, ele permite ao sistema reconhecer que o processador é suportado e torná-lo aceitável para receber updates novamente.

- Continua após a publicidade -

Clique aqui para baixar o patch New-gen CPU Windows Update Unlocking para Windows 7 e Windows 8.1. Lembramos que não nos responsabilizamos por riscos que isso possa causar aos seu PC. Também recomendamos que apenas usuários avançados prossigam com a instalação.

Via: TechPowerUp
  • Redator: Carlos Felipe Estrella

    Carlos Felipe Estrella

    Apaixonado por games desde os 6 anos de idade, quando ganhou um Playstation, época em que também se divertia com o Super Nintendo dos outros. Em 2005 migrou para o PC, e aí começou a se interessar por tecnologia também. Apesar disso, nunca conseguiu largar a preferência por jogos de corrida e de esporte, principalmente os de futebol. Estuda jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina.

Quem estava pior no primeiro vídeo?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.