Carros voadores podem se tornar realidade em 2022

Enquanto a maioria das fabricantes de carros investe em tecnologias autônomas, a Metro Skyway, subsidiária da empresa Urban Aeronautics, está trabalhando para tornar o mundo mais futurista com veículos voadores.

"De Volta para o Futuro" e outros momentos
em que o passado tentou imaginar o futuro

De acordo com a companhia, possivelmente teremos carros voadores movidos com hidrogênio e desviando de prédios em 2022. Chamado de CityHawk, o primeiro "veículo de decolagem e aterrissagem vertical" da Metro Skyway terá lugar para quatro passageiros e vai usar tecnologias de motores da Urban Aeronautics para voar.

Segundo os planos da Metro Skyway, os primeiros veículos voadores vão rodar com combustível de jato, mas que serão substituídos por hidrogênio quando a tecnologia chegar ao público geral após ser devidamente testada e ser à prova de explosões.

- Continua após a publicidade -

"Usar hidrogênio requer um tanque à prova de colisões, mas já temos veículos que utilizam hidrogênio e existem razões para considerar uma opção mais segura que o combustível de jato", explica Janina Frankel-Yoeli, vice-presidente de marketing da Urban Aeronautics.

Em 2004, a Urban Aeronautics já apresentou um veículo que voava, o AirMule, e atualmente trabalha num drone capaz de levar passageiros chamado Cormorant. O drone, que está sendo desenvolvido em Israel, consegue alcançar 115 milhas por hora e carregar cerca de 500 quilos.

 

Levando em conta a experiência da companhia na área de veículos de carga que voam, podemos esperar alguns dos recursos utilizados no Cormorant no futuro CityHawk.

- Continua após a publicidade -

Além disso, a empresa também está usando sua experiência na área aeronáutica para deixar o seu futuro carro voador dentro das regras de voo da Europa e Estados Unidos. Segundo a Metro Skyway, o veículo estará dentro das principais legislações de voo com passageiros e padrões de aviação, o que pode evitar futuros problemas legais no lançamento da tecnologia.

Via: The Verge
Tags
  • Redator: Mateus Mognon

    Mateus Mognon

    Mateus Mognon é formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina. Vencedor do prêmio SET Universitário na Categoria Reportagem Digital, atua nos sites do grupo Adrenaline desde 2014. Atualmente, colabora para os veículos com notícias, análises e artigos envolvendo tecnologia e games.

É melhor ter o xCloud capado no iOS ou ficar sem o serviço nos iPhones?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.