Preço de módulos DRAM DDR4 vão aumentar 12,5% no segundo trimestre

Em meio a problemas de produção, o preço de módulos DRAM DDR4 irá subir cerca de 12,5% em comparação com os valores do primeiro trimestre. O resultado é de uma pesquisa realizada pelo DRAMeXchange, uma divisão da Trendforce. Relatórios anteriores já apontavam o aumento de preço dos componentes em 2017.

Com base em um levantamento preliminar de mercado, as memórias de DDR4 de 4GB vão subir de US$ 24 para US$ 27. "As OEMs de PC que têm negociado seus contratos de memória no segundo trimestre esperavam que o suprimento de mercado se expandisse porque a Samsung e a Micron começaram a produzir chips nos processos de 18nm/17nm", disse Avril Wu, diretor da pesquisa. 

Chips DRAM vão ficar mais caros em 2017 de acordo com relatório; preço afeta memórias DDR4

Avril Wu acrescentou que o mercado de DRAMs em geral continuará com preços subindo até o segundo trimestre: "[...] os preços dos produtos DRAM para servidores no segundo trimestre deverão aumentar de10% a 15% em relação ao trimestre anterior".

Intel começa a enviar módulos de memórias Optane para fabricantes de SSD

- Continua após a publicidade -

Ainda no começo do ano, o presidente da Nanya Technology, Pei-Ing Lee, explicou à DigiTimes que tudo dependerá das condições de mercado até a metade do ano. A estabilização dos preços das memórias DRAM depende dos planos das principais fabricantes desse componente, que envolve atualização de tecnologias e arquitetura. 

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Adrenaline para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

Via: Eteknix
Tags
  • Redator: Mariela Cancelier

    Mariela Cancelier

    Mariela é jornalista pela Universidade Federal de Santa Catarina e gosta de jogos de luta e MOBAs. Foi estagiária do Adrenaline e Mundo Conectado e atualmente é redatora freelancer em ambos os sites.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.