Johnny Depp é escalado para representar John McAfee no cinema

A vida do controverso magnata da tecnologia John McAfee está prestes a se tornar um filme de Hollywood, através longa chamado King of the Jungle. Nada mais adequeado que escalar uma figura tão ou até mais controversa para esse papel: o ator Johnny Depp.

A figura de McAfee evoca a imagem de um multimilionário envolvido – alegadamente – em festas com uso pesado de drogas e sexo selvagem e até numa acusação de assassinato em Belize. Falando nisso, o filme se passa exatamente durante essa época de McAfee em Belize, quando o escritor do Wired, Joshua Davis, foi visitá-lo.

Reza a lenda que, na época, o milionário estava se escondendo em seu complexo residencial, cercado de adolescentes de biquini. Ele, claro, nega isso tudo, incluindo o assassinato. A vítima em questão é Gregory Viant Faull, um cidadão dos EUA que morava em Belize e foi morto a tiros em sua própria casa. Faull era vizinho de McAfee.

Enquanto isso, Johnny Depp é bem familiar com um mundo de drogas e violência. Ele, por exemplo, interpretou o escritor e jornalista Hunter S. Thompson no filme Medo e Delírio, de 1998, numa história cheia de abuso de drogas e afins.

Em sua vida pessoal, Depp já foi preso por agredir um guarda em 1989, por danificar um quarto de hotel em 1994, e por brigar com fotógrafos em 1999.

Isso tudo sem contar a última polêmica do ator, que em 2015 foi acusado de abusar de sua ex-mulher, a atriz e modelo Amber Heard, tanto verbalmente quanto fisicamente. Uma ordem judicial restritiva chegou a ser emitida contra Depp. Mais de 1 ano depois, em agosto de 2016, eles chegaram a um acordo para o divórcio, com Heard recebendo US$ 7 milhões – que doou para caridade – e retirando a ordem de restrição contra ele.

Via: Gizmodo
  • Redator: Carlos Felipe Estrella

    Carlos Felipe Estrella

    Apaixonado por games desde os 6 anos de idade, quando ganhou um Playstation, época em que também se divertia com o Super Nintendo dos outros. Em 2005 migrou para o PC, e aí começou a se interessar por tecnologia também. Apesar disso, nunca conseguiu largar a preferência por jogos de corrida e de esporte, principalmente os de futebol. Estuda jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina.

O quanto você valoriza a localização de um game?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.