Serviço de caronas pagas Waze Carpool será lançado no Brasil

Os usuários do Waze ganharam mais uma opção dentro do app esta semana: o serviço de caronas pagas Waze Carpool. A novidade permite que usuários do app ofereçam carona para quem tem o Waze e vai para um destino próximo, cobrando uma pequena taxa pelo translado.

Apesar de parecer, o Waze Carpool não tem como objeivo competir com serviços como Uber. De acordo com o Google, a taxa que será cobrada serve para cobrir custos como combustível e manutenção do veículo de quem oferece a carona, e não poderá ser paga em dinheiro, apenas com cartão de crédito.

Nos Estados Unidos, o Waze Carpool cobra US$ 0,54 por milha percorrida durante a carona, o que daria cerca de R$ 1,60 para cada 1,5 km. O valor ainda não está definido no Brasil, então pode ser maior do que a conversão simples.  

"O pagamento poderá ser um pouco mais caro que o transporte público mas vai ser muito mais barato do que táxis ou serviços de corridas compartilhadas"
- Di-Ann Eisnor , diretora global do serviço compartilhado de rotas, em entrevista ao G1

"O pagamento poderá ser um pouco mais caro que o transporte público mas vai ser muito mais barato do que táxis ou serviços de corridas compartilhadas"
- Di-Ann Eisnor , diretora global do serviço compartilhado de rotas, em entrevista ao G1

- Continua após a publicidade -

De acordo com o Google, os motoristas poderão oferecer duas caronas por dia. Além disso, as motoristas mulheres também poderão optar por oferecerem carona apenas para outras mulheres, para evitar casos de assédio sexual, como já ocorreu em outros serviços.

O Google ainda está preparando tudo para a chegada do Waze Carpool no Brasil e ainda não deu uma data de lançamento para o serviço, mas prometeu que as caronas no app devem ser disponibilizadas nos próximos meses.

 

 

Tags
  • Redator: Mateus Mognon

    Mateus Mognon

    Mateus Mognon é formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina. Vencedor do prêmio SET Universitário na Categoria Reportagem Digital, atua nos sites do grupo Adrenaline desde 2014. Atualmente, colabora para os veículos com notícias, análises e artigos envolvendo tecnologia e games.

Deve ter lançamentos como leve melhorias na mesma arquitetura

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.