Malware disfarçado de imagem permite que hackers invadam contas do Whatsapp e Telegram

Os aplicativos de mensagem Whatsapp e Telegram são vulneráveis a um novo ataque que permite aos hackers tomar controle da conta do usuário utilizando um malware disfarçado de imagem. De acordo com a descoberta da empresa de segurança Check Point, a falha está presenta nas versões web dos dois apps.

No caso do Whatsapp, o hacker envia um arquivo de imagem corrompido e pede que a vítima baixe o arquivo e abra um link da foto em uma nova guia do navegador. Ao fazer isso, o usuário permite que o invador entre em sua conta e roube informações pessoais. O procedimento é parecido com o que já aconteceu no Messenger do Facebook.

Após a divulgação da falha, o Whatsapp comunicou que já lançou uma atualização para corrigir o problema. O Whatwsapp também recomenda aos usuários garantirem que estão usando a versão mais atual do aplicativo.

Imagens enviadas no Whatsapp são exibidas como visualização, e não links para download

Tanto na plataforma web quanto no aplicativo, as imagens enviadas no Whatsapp são exibidas como visualização, e não em links que podem ser baixados. Logo, caso seu Whatsapp ainda não esteja atualizado, é fácil de perceber atividades suspeitas e não cair no golpe.

- Continua após a publicidade -

Telegram também possui vulnerabilidade

No caso do Telegram para Web, os hackers não utilizam arquivos de imagem para invadir contas, mas sim vídeos. Como mostrado acima, o invador envia um vídeo para a vítima e pede que o conteúdo seja aberto em uma nova guia do navegador.

A empresa não disse se já está trabalhando para resolver a vulnerabilidade, mas um porta-voz do Telegram, falando ao The Verge, disse que o procedimento dos hackers "é uma interação muito incomum".

Nesta semana, a Check Point também denunciou uma série de smartphones que estavam vindo com malwares pré-instalados de fábrica.

Via: The Verge
Tags
amd
  • Redator: Mateus Mognon

    Mateus Mognon

    Mateus Mognon é formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina. Vencedor do prêmio SET Universitário na Categoria Reportagem Digital, atua nos sites do grupo Adrenaline desde 2014. Atualmente, colabora para os veículos com notícias, análises e artigos envolvendo tecnologia e games.

Escolha sua arma:

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.