Facebook começa a sinalizar notícias falsas nos Estados Unidos

Após promessas feitas por Mark Zuckerberg em dezembro, o Facebook começou a marcar as notícias compartilhadas na rede social com fontes duvidosas. A novidade já está disponível nos Estados Unidos e deve chegar aos outros usuários da rede social futuramente.

De acordo como Gizmodo, a notícia utilizada como exemplo foi uma postagem que dizia que o celular Android de Donald Trump foi responsável por vazamentos de informação na Casa Branca. Após ser verificado por equipes de apuração terceirizada, a notícia recebe um aviso com um triângulo vermelho e é classificada como "contestada". 

Além disso, o aviso também exibe um link para as agências que fizeram a apuração do material, para que o usuário possa fazer seu julgamento diante da checagem. No caso da notícia de Donald Trump, as equipes responsáveis pelo trabalho foram a agência de checagem Snopes.com e o site PolitiFact, especializado em analisar notícias de política.

As notícias serão analisadas com base no número de denúncias dos usuários e circulação na rede social. Além disso, o Facebook também está trabalhando em uma lista com sites conhecidos por postar notícias falsas para serem automaticamente como fontes duvidosas.

- Continua após a publicidade -

 

Via: Gizmodo
Tags
  • Redator: Mateus Mognon

    Mateus Mognon

    Mateus Mognon é formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina. Vencedor do prêmio SET Universitário na Categoria Reportagem Digital, atua nos sites do grupo Adrenaline desde 2014. Atualmente, colabora para os veículos com notícias, análises e artigos envolvendo tecnologia e games.

Escolha sua arma:

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.