AMD revela o nome comercial da geração Vega e comenta seus recursos na GDC 2017

A AMD realizou na GDC 2017 seu evento Capsaicin & Cream, onde a empresa comentou um pouco mais sobre os recursos que encontraremos na geração Vega de suas GPUs, além de revelar qual vai ser o nome comercial de suas placas de vídeo.

As placas vão se chamar Radeon RX Vega. Agora resta saber qual vai ser a codificação para diferenciar os modelos, provavelmente números, seguindo o exemplo do Ryzen. O evento teve uma forte ênfase em VR, mas foram divulgadas informações que vão afetar as placas de vídeo em qualquer game. Confira abaixo alguns destaques dessas tecnologias:

- High-Bandwith Cache Controller

Abreviado como HCC, este recurso promete aproveitar 100% do potencial da memória da sua GPU. Segundo a AMD, a maioria dos jogos não consegue passar muito dos 50%, isso quando estão bem otimizado. Efetivamente, se o recurso funcionar como o prometido, uma placa com 2GB trabalharia como se tivesse 4GB, por exemplo.

- Continua após a publicidade -

- Rapid Packed Math

Parecido com o recurso anterior, mas aplicado ao poder computacional do hardware. A AMD citou como exemplo a tecnologia TressFX, que aparece na imagem abaixo sendo capaz de renderizar o dobro de fios de cabelos mantendo o mesmo nível de performance do que uma placa sem o recurso calculando a metade disso.

- Radeon Virtualized Encode

Aqui a AMD aproveitou pra anunciar uma parceria com uma empresa chamada Liquid Sky, que trabalha oferecendo jogos por stream e que vai usar GPUs Vega em seus data center que renderizam os jogos. Segundo a apresentação, o Radeon Virtualized Encode foi indispensável para conseguir isso.

- Continua após a publicidade -

- Asynchronous Reprojection

Este recurso é especialmente para o VR, para manter a experiência menos desagradável principalmente quando o hardware não estiver dando conta de manter os frames. Compatível com o HTC Vive, a "reprojeção assíncrona" serve pra reciclar dados de um frame gerado anteriormente no caso do próximo frame não ficar pronto "a tempo". Tudo acontecendo em frações de segundo, é claro.

  • Redator: João Gabriel Nogueira

    João Gabriel Nogueira

    João Gabriel Nogueira se formou em jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) em 2015 e curte games desde muito antes. Começou com o Master System e o gosto pelos jogos eletrônicos trouxe o gosto pela tecnologia. Escrever notícias e análises de jogos, hardware e dispositivos móveis para o Adrenaline, além de trabalho é uma alegria e um aprendizado.

Quem estava pior no primeiro vídeo?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.