Faraday Future, a Tesla chinesa, começa a construção de fábrica nos Estados Unidos

A startup de carros elétricos Faraday Future anunciou o início da construção de parte de sua fábrica em Nevada, nos Estados Unidos, que deve custar cerca de US$ 1 bilhão. A companhia, que pretende bater de frente com a Tesla no futuro, suspendeu as obras no ano passado após uma série de problemas financeiros.

De acordo com um comunicado feito à imprensa, a empresa vai construir o mais rápido possível uma pequena parcela da fábrica para iniciar a produção do FF91, o primeiro e único veículo elétrico da companhia, que ganhou destaque na CES após falhar em sua exibição.

Com a primeira parte da fábrica concluída, a Faraday Future pretende começar a expansão das instalações, que devem ter 3 milhões de pés quadrados quando concluídas. Uma data para a finalização do projeto não foi revelada.

Conheça a Faraday Future e seus problemas
para se manter na indústria de carros elétricos

- Continua após a publicidade -

Assim como toda a história da startup, a construção da fábrica também está cercada de dívidas e problemas financeiros. Segundo o The Verge, a Faraday Future deve trocar a empreiteira responsável pela construção da fábrica após ficar devendo US$ 21 milhões para a AECOM, que começou o projeto. A empresa desmente o boato dizendo que a Faraday Future e a AECOM ainda vão trabalhar juntas.


Projeto da fábrica da Faraday Future em Nevada

Além disso, a companhia chinesa enfrenta a desconfiança do governo de Nevada. O estado norte-americano fechou um contrato de incentivo fiscal de US$ 215 milhões para a companhia iniciar suas obras, mas algumas pessoas acreditam que a Faraday Future não vai retornar esse investimento.

O tesoureiro do estado Dan Schwartz é uma das pessoas que não confia na empresa devido ao seu histórico de dívidas. "Esses caras tem um registro de pagamentos bem pequeno", declarou ao Las Vegas Review Journal

 

Via: The Verge
Tags
  • Redator: Mateus Mognon

    Mateus Mognon

    Mateus Mognon é formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina. Vencedor do prêmio SET Universitário na Categoria Reportagem Digital, atua nos sites do grupo Adrenaline desde 2014. Atualmente, colabora para os veículos com notícias, análises e artigos envolvendo tecnologia e games.

Deve ter lançamentos como leve melhorias na mesma arquitetura

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.