Vaza suposta arte das caixas dos processadores Ryzen

Enquanto os processadores Ryzen não são divulgados oficialmente, sabe o que acontece? Ganhou 10 adrenapontos que chutou "vazamentos". Começa a circular na internet imagens das supostas artes das caixas dos futuros processadores da AMD. As artes apareceram em um varejista tailandês e foram descobertas pelo WCCFTech, então considerando a fonte obscura e o caminho nada confiável que fez para chegar até nós, quem já dá como certa que será essa a aparência das caixas acaba de perder os 10 adrenapontos que havia ganho.

O varejista também listou um total de nove modelos, todos condizentes com os vazamentos de modelos que temos nas últimas semanas. Até o momento, nenhum deles foi confirmado pela AMD, e esperamos que isso seja feito em breve. No ritmo que a coisa vai, até o lançamento oficial dos processadores Ryzen vamos acabar não lembrando mais o que é rumor e o que é oficial.

Veja como irão funcionar os coolers no novo socket AM4 da AMD e se os coolers atuais serão compatíveis

Pra quem já está meio perdido, baseado em rumores já sabemos o nome de 17 modelos Ryzen, supostos preços de alguns deles, uma imagem bastante afetiva do Raja Koduri com um gabinete deu a pista que os coolerbox podem ter LEDs, vimos a suposta performance do Ryzen R7 1700X e que os processadores terão o recurso XFR nos modelos com X no final, que irá aumentar o clock baseado na solução de resfriamento.

- Continua após a publicidade -

As tecnologias dos processadores Ryzen: clocks mais precisos, mais performance e capacidade de "predizer" o futuro

De oficial, sabemos que os Ryzen vão usar DDR4, vão predizer o futuro, vão aumentar sensivelmente as instruções por clock (IPC) comparado a gerações anteriores e vão trazer a empresa de volta a disputa com a Intel no segmento de alto desempenho, depois de anos de falta de competição nesse mercado, tudo com a promessa de preços competitivos. Essa recapitulação deve ajudar quem entrou nesse trem do hype e nem lembra mais porque estamos aqui dentro.

Tags
amd
  • Redator: Diego Kerber

    Diego Kerber

    Formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Diego Kerber é aficionado por tecnologia desde os oito anos, quando ganhou seu primeiro computador, um 486 DX2. Fã de jogos, especialmente os de estratégia, Diego atua no Adrenaline desde 2010 desenvolvendo artigos e vídeo para o site e canal do YouTube

Quem estava pior no primeiro vídeo?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.