TVs QLED da Samsung são primeiras a mostrar todas as cores em qualquer situação

A nova linha de televisores QLED da Samsung trouxe os primeiros aparelhos da história a serem certificados com 100% de volumes de cores. Quem promoveu a certificação é a associação técnica-científica alemã Verband Deutscher Elektrotechniker (VDE).

Site oficial: Samsung QLED

Isso quer dizer que as TVs da linha conseguem exibir toda a gama de cores existentes em qualquer luminosidade, inclusive com o brilho no máximo. Na maioria dos televisores, conforme o brilho aumenta, uma distorção de cores começa se apresentar. Em todos os modelos lançados até agora, isso acontecia em alguma configuração de brilho.

 

 

- Continua após a publicidade -

De acordo com a Samsung, isso significa imagens em HDR mais realistas, mais precisas e mais vibrantes. Segundo a empresa, "filmes e séries de TV são exibidas como o diretor ou produtor de conteúdo deseja, tanto nas cenas mais escuras quanto nas mais claras".

Claro que toda essa definição e qualidade de imagem não iria sair barato – ao menos não no lançamento. O modelo mais barato da série Samsung QLED, que tem 55 polegadas e não tem tela curva, sai por US$ 2,5 mil (R$ 7,7 mil, numa conversão direta), enquanto o de 65 polegadas custa US$ 3,4 mil (R$ 10,5 mil). A opção de 75 polegadas custa US$ 6 mil (R$ 18,6 mil).

Quem preferir modelos curvos, pode optar pela opção de 55 polegadas Q8C por US$ 3,5 mil ou pela de 65 polegadas Q8C por US$ 4,5 mil (R$ 14 mil).

Via: Guru3D, Engadget, Tech Radar
Tags
  • Redator: Carlos Felipe Estrella

    Carlos Felipe Estrella

    Apaixonado por games desde os 6 anos de idade, quando ganhou um Playstation, época em que também se divertia com o Super Nintendo dos outros. Em 2005 migrou para o PC, e aí começou a se interessar por tecnologia também. Apesar disso, nunca conseguiu largar a preferência por jogos de corrida e de esporte, principalmente os de futebol. Estuda jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina.

Deve ter lançamentos como leve melhorias na mesma arquitetura

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.