Fábrica da Samsung que fazia baterias explosivas do Galaxy Note7 pega fogo na China

Graças ao nome Galaxy Note7, a Samsung está vivendo novamente a máxima de Arthur Bloch sobre a Lei de Murphy: "Nada está tão ruim que não possa piorar." 

Após ter que retirar o Galaxy Note7 das lojas no ano passado e protagonizar um dos maiores fiascos da indústria mobile por causa do smartphone explosivo, a fábrica da Samsung que fazia as baterias defeituosas do aparelho pegou fogo na cidade de Tianjin, na China.

Samsung revela a causa das explosões do Galaxy Note7

Segundo informações da Agência EFE, a fábrica da Samsung SDI, uma das divisões da companhia sul-coreana, sofreu com um incêndio ontem, 8. O incidente aconteceu em um depósito de materiais rejeitados e, de acordo com os bombeiros, o início das chamas ocorreu por causa de baterias defeituosas dentro das instalações.

- Continua após a publicidade -

"O material que causou o fogo foram baterias de lítio dentro da estação de trabalho e alguns produtos não-finalizados", informou o corpo de bombeiros de Tianjin no Weibo. O fogo foi controlado com o trabalho de 110 bombeiros e 19 caminhões com água. 

De acordo com a Reuters, setores vitais da fábrica, como as linhas de produção, não foram atingidos pelo incêndio. Ninguém ficou ferido no incidente, além da dignidade da Samsung.

Fonte: Reuters, G1
Assuntos
Tags
  • Redator: Mateus Mognon

    Mateus Mognon

    Mateus Mognon é formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina. Vencedor do prêmio SET Universitário na Categoria Reportagem Digital, atua nos sites do grupo Adrenaline desde 2014. Atualmente, colabora para os veículos com notícias, análises e artigos envolvendo tecnologia e games.

Deve ter lançamentos como leve melhorias na mesma arquitetura

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.