Vírus que se esconde na memória do PC já atinge mais de 100 instituições mundialmente

De acordo com um relatório da empresa de antivírus russa Kaspersky Lab, um novo vírus do tipo "fileless", que não deixa arquivos no computador, já infectou pelo menos 140 instituições bancárias, governamentais e de telecomunicações ao redor do mundo.

Segundo as informações, os Estados Unidos é o país com mais casos envolvendo o vírus. O Brasil é a segunda maior vítima na América Latina com seis vítimas, ficando atrás da Colombia, que já teve nove empresas infectadas pelo malware.

Segundo a Kaspersky, o vírus em questão se aproveita de falhas de segurança em servidores para chegar em máquinas pessoais das empresas e roubar informações. Utilizando ferramentas de programação como o Windows Powershell, o malware se esconde na memória RAM dos dispositivos e não deixa arquivos no computador, o que dificulta o trabalho de softwares de antivírus para encontrar e remover a ameaça.

- Continua após a publicidade -

Este tipo de vírus não é novo, porém, o crescimento de casos no início de 2017 chamou a atenção dos especialistas em segurança online. A Kaspersky está investigando os casos e pretende revelar informações sobre o malware em abril, além de medidas preventivas para evitar ser hackeado pela ameaça.

Via: Neowin
Tags
  • Redator: Mateus Mognon

    Mateus Mognon

    Mateus Mognon é formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina. Vencedor do prêmio SET Universitário na Categoria Reportagem Digital, atua nos sites do grupo Adrenaline desde 2014. Atualmente, colabora para os veículos com notícias, análises e artigos envolvendo tecnologia e games.

Quem estava pior no primeiro vídeo?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.