Hacker do Anonymous derruba 20% da Dark Web em ataque contra pornografia infantil

Um hacker auto-declarado membro do Anonymous foi o responsável por derrubar 20% (1/5) da Dark Web, ao atacar o servidor Freedom Hosting II, o maior do lado obscuro da internet. O hacktivista afirma que, com o seu ataque, ele tirou do ar aproximadamente 10 mil sites de pornografia infantil da internet, que ficariam no Freedom Hosting II, segundo ele, responsável por alojar metade dos sites com esse tipo de conteúdo criminoso na Dark Web.

A Dark Web é a parte da internet que não só não está indexada como a Deep Web, mas ativamente se esconde, podendo ser acessada apenas com redes de alta segurança e criptografia e com o uso de um browser Tor. O hacktivista responsável pelo ataque em questão afirma que o Freedom Hosting II tinha um limite de 256MB para os sites que hospedava, mas que alguns dos sites de pornografia infantil superavam os 30GB em seus repositórios de conteúdo, o que o indicaria que eles pagavam por mais espaço de armazenamento no servidor, sinalizando que os responsáveis sabiam, então, do tipo de conteúdo que estavam hospedando e lucrando com isso. Este fato teria sido o responsável pela decisão final do membro do Anonymous de derrubar o servidor.

Em seu ataque, o hacker conseguiu os arquivos ilegais hospedados no servidor, obtendo inclusive dados de como encontrar seus donos. Ele afirmou que vai encaminhar as informações para especialistas em segurança a fim de levar as informações dos criminosos até a Justiça.

Fonte: Exame Informática
Tags
  • Redator: João Gabriel Nogueira

    João Gabriel Nogueira

    João Gabriel Nogueira se formou em jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) em 2015 e curte games desde muito antes. Começou com o Master System e o gosto pelos jogos eletrônicos trouxe o gosto pela tecnologia. Escrever notícias e análises de jogos, hardware e dispositivos móveis para o Adrenaline, além de trabalho é uma alegria e um aprendizado.

Quem estava pior no primeiro vídeo?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.