Empresa de patentes processa Netflix por recurso de download de conteúdos offline

Além de trazer felicidade para os seus usuários, o recurso que permite download de conteúdos para serem visualizados offline trouxe complicações legais para a Netflix.  Recentemente, a empresa de streaming recebeu um processo de uma companhia chamada Blackbird Technologies, alegando que a funcionalidade apresentada em novembro quebra uma de suas patentes.

A parte mais intrigante na história é que a Blackbird não possui produtos com a tecnologia, apenas tem o registro de uma tecnologia com recurso de download de conteúdo semelhante ao produto da Netflix.

A companhia é conhecida como "troll de patentes", já que não possui marcas, plataformas ou produtos lançados, apenas uma série de patentes ambíguas registradas e que podem ser utilizadas para processar grandes empresas de tecnologia. Além do Netflix, a Blackbird possui ações legais contra empresas como o Starz, Mubi, SoundCloud e Vimeo.

A patente utilizada no processo contra a Netflix foi registrada em novembro de 2000 e não traz apenas o recurso de download de conteúdo, mas também um sistema que grava o que foi baixado em um CD, além de enviar uma cópia por e-mail.

Netflix agora permite salvar conteúdos offline
no cartão MicroSD de smartphones Android

Levando em conta que a patente não tem tanta relação com o recurso que permite baixar séries e filmes em smartphones Android e iOS, talvez a Netflix não precise se preocupar com o processo da Blackbird.

- Continua após a publicidade -

Apesar de parecer uma perda de tempo para a empresa "troll de patentes", alguns casos de pequenas tecnologias não registradas já renderam fortunas em processos, o que encoraja companhias como a Blackbird a continuarem atuando. No ano passado, por exemplo, a Apple teve que pagar US$ 3 milhões em multas por utilizar o recurso de "alerta de chamadas" e "silenciar toque" no iPhone, porque não licenciou a tecnologia com a MobileMedia Ideas LLC, empresa de patentes comandada pela Nokia e a Sony.

Via: Neowin
Tags
  • Redator: Mateus Mognon

    Mateus Mognon

    Mateus Mognon é formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina. Vencedor do prêmio SET Universitário na Categoria Reportagem Digital, atua nos sites do grupo Adrenaline desde 2014. Atualmente, colabora para os veículos com notícias, análises e artigos envolvendo tecnologia e games.

Os jogos mais aguardados do segundo semestre de 2021

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.