Processador Intel com gráfico AMD Radeon pode chegar ainda em 2017. Será mesmo?

Em dezembro, uma informação vinda de fóruns de hardware chamou a atenção dos entusiastas: a Intel estaria fechando uma parceria com a AMD, sua maior rival no mercado de processadores, para usar tecnologias gráficas Radeon em um de seus chips, até então algo inimaginável e que chega a parecer absurdo para muitos, correto?

Desde o início do ano não tivemos atualizações sobre a história, mas, agora, o editor do fórum que vazou a informação revelou que o chip "misturando" AMD e Intel deve chegar ainda em 2017.

De acordo com Kyle Bennett, editor do fórum Hard|OCP, a Intel vai lançar ainda em 2017 um processador com matriz gráfica licenciada da AMD Radeon com CPU baseada na arquitetura Kaby Lake.

- Continua após a publicidade -

Segundo a fonte, o processador deve trazer uma solução diferente dos gráficos integrados Intel, com um módulo multi-chip. Assim, a AMD poderia fabricar as peças e cedê-las prontas para a Intel.

Em relação a performance, é esperado que o produto tenha uma potência intermediária, o que não deixaria o preço tão alto. A Intel e a AMD ainda não comentaram sobre o assunto. A primeira está começando a lançar os processadores Kaby Lake no mercado, enquanto a empresa chefiada por Lisa Su prepara o lançamento dos Ryzen para março.

O que deixa a história difícil de acreditar é justamente o fato da AMD estar lançando novas "APUs" e possibilitar o uso de uma tecnologia que em teoria pode beneficiar sua principal concorrente no mercado de CPUs, mas vai saber, o mercado tem mudado tanto que esse tipo de estratégia pode acabar ocorrendo.

Via: Tech Power Up
Assuntos
  • Redator: Mateus Mognon

    Mateus Mognon

    Mateus Mognon é formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina. Vencedor do prêmio SET Universitário na Categoria Reportagem Digital, atua nos sites do grupo Adrenaline desde 2014. Atualmente, colabora para os veículos com notícias, análises e artigos envolvendo tecnologia e games.

Quem estava pior no primeiro vídeo?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.