Roadmap da Micron revela novidades sobre GDDR6 e 3D NAND de 64 camadas

A Micron realizou uma conferência com seus investidores a respeito dos planos da empresa para 2017 onde foram reveladas novidades sobre suas futuras gerações de memória, como a 3D NAND de 64 camadas para SSDs, por exemplo, e a evolução de suas tecnologias na área de VRAM, com um novo processo para as memórias GDDR5 e a aproximação da GDDR6, que pode chegar no final de 2017 ou no início de 2018.

3D NAND de 64 camadas

Esse tipo de memória já está sendo produzido em amostras pela Micron, mas a empresa prometeu uma "produção significativa" do modelo até o fim do ano. A expectativa é um incremento de 80% na capacidade de armazenamento por wafer. Enquanto isso, a empresa também fez uma projeção que mostra o 2D quase sumindo até 2018.

No gráfico também aparece a 3D NAND de terceira geração, com um incremento de 40% em GB por wafer em relação às 3D NAND de 64 camadas que nem estão comercialmente disponíveis ainda. A Micron não entrou em detalhes sobre essa geração, mas o Anand Tech calculou 96 camadas pela porcentagem prometida.

- Continua após a publicidade -

RAM: GDDR5 de 16nm e GDDR6 se aproxima

A Micron vai começar neste ano a passar para o processo de 16nm (1Xnm) na produção de nodos para memórias GDDR5. A evolução deve aumentar a oferta de módulos GDDR5X e melhorar o custo por GB em até 20%. Enquanto isso, o próximo passo das memórias para placas de vídeo, a GDDR6, foi prometida para o final do ano ou início de 2018.

A Micron não comentou muito na conferência sobre as QuantX, se limitando a dizer que a tecnologia está "comercialmente pronta" e que pode encontrar os early adopters até o final deste ano mesmo. QuantX é a marca da Micron para quando forem lançados seus primeiros produtos baseados em 3D Xpoint, nova tecnologia de memórias que a empresa está desenvolvendo junto com a Intel.

Fonte: AnandTech
Assuntos
Tags
  • Redator: João Gabriel Nogueira

    João Gabriel Nogueira

    João Gabriel Nogueira se formou em jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) em 2015 e curte games desde muito antes. Começou com o Master System e o gosto pelos jogos eletrônicos trouxe o gosto pela tecnologia. Escrever notícias e análises de jogos, hardware e dispositivos móveis para o Adrenaline, além de trabalho é uma alegria e um aprendizado.

Quem estava pior no primeiro vídeo?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.