Oculus pagará R$ 1,5 bilhão de indenização a ZeniMax por quebra de contrato

A companhia especializada em realidade virtual Oculus deverá pagar US$ 500 milhões (R$ 1,5 bilhão) de indenização por, entre outros motivos, ter quebrado um contrato de sigilo firmado com a ZeniMax, empresa mãe da id Software.

O valor é relativamente pequeno perto dos US$ 4 bilhões (R$ 12 bilhões) pedidos pela ZeniMax, que ainda acusou a Oculus de roubo de segredos comerciais. Apesar disso, o júri determinou que a companhia, que foi comprada pelo Facebook em 2014, é inocente dessa acusação.

Dos US$ 500 milhões, US$ 200 milhões serão pagos pela Oculus pela quebra de contrato. Outros US$ 100 milhões serão pagos por infringir marcas registradas e por falsa designação. O fundador da Oculus, Palmer Luckey, pagará US$ 50 milhões por falsa designação. Já Brendan Iribe, CEO da Oculus, pagará US$ 150 milhões pelo mesmo motivo.

"O centro desse caso era se a Oculus roubou segredos comerciais da ZeniMax ou não, e o júri decidiu favoravelmente a nosso favor", disse um porta-voz da Oculus. "Estamos obviamente desapontados por alguns outros aspectos do veredito de hoje, mas estamos persistentes".

"Os produtos da Oculus são criados com tecnologia da Oculus. Nosso compromisso com o sucesso a longo-prazo da Realidade Virtual continua o mesmo, e a equipe inteira vai continuar o trabalho que eles têm feito desde o primeiro dia – desenvolver tecnologia de VR que vá transformar a maneira que as pessoas interagem e se comunicam", completou o porta-voz.

- Continua após a publicidade -

O CEO da ZeniMax, Robert Altman, disse que considera o roubo de propriedade intelectual uma questão séria. Ele disse que a companhia aprecia a decisão do júri contra os réus e a indenização de US$ 500 milhões pelas violações.

Via: Polygon
Tags
  • Redator: Carlos Felipe Estrella

    Carlos Felipe Estrella

    Apaixonado por games desde os 6 anos de idade, quando ganhou um Playstation, época em que também se divertia com o Super Nintendo dos outros. Em 2005 migrou para o PC, e aí começou a se interessar por tecnologia também. Apesar disso, nunca conseguiu largar a preferência por jogos de corrida e de esporte, principalmente os de futebol. Estuda jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina.

Qual vai ser o melhor lançamento de game em julho de 2020?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.