Hugo Barra deixa a Xiaomi

Hugo Barra está saindo da Xiaomi. O brasileiro ficou famoso ao liderar a divisão Android da Google, e na empresa chinesa havia se tornado uma referência para os fãs da marca e jornalistas como um "showman" em lançamentos de produtos e também na divulgação de novos recursos. Segundo Barra, ele deixa a empresa porque o trabalha estava influenciando em sua saúde, e que desejava voltar a sua família e amigos no Vale do Silício. O comunicado de sua saída foi feito através de um post no Facebook:

Barra chegou na empresa chinesa em 2013 e acompanhou o crescimento exponencial da companhia. Em 2012 a Xiaomi comercializou 7,5 milhões de dispositivos, saltando para 61 milhões em 2014, um crescimento de quase 800% em um período de apenas dois anos. Esse crescimento explosivo chegou a ser negativo para a empresa, como admitiu o CEO Lei Jun, pois tornou os negócios insustentáveis a longo prazo. Agora a companhia está se reorganizando para melhorar sua estrutura e reiniciar seu processo de expansão global.

A Xiaomi chegou a lançar produtos no Brasil, com a introdução do Xiaomi Redmi 2 pelo preço agressivo de R$ 499. O line-up da empresa não foi ampliado para aparelhos de outros segmentos, ficando limitado aos modelos de entrada, e nos últimos meses as atividades da Xiaomi no país foram se tornando cada vez mais discretas, sem perspectivas de novos lançamentos e o início de especulação sobre a saída completa da companhia do país, mantendo apenas atividades obrigatórias como prestação de assistência técnica.

- Continua após a publicidade -

A transição de Barra para Xiang Wang, vice-presidente sênior da Xiaomi, acontecerá até fevereiro. A Hugo Barra não revelou seus futuros projetos no Vale do Silício.

Tags
  • Redator: Diego Kerber

    Diego Kerber

    Formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Diego Kerber é aficionado por tecnologia desde os oito anos, quando ganhou seu primeiro computador, um 486 DX2. Fã de jogos, especialmente os de estratégia, Diego atua no Adrenaline desde 2010 desenvolvendo artigos e vídeo para o site e canal do YouTube

Quem estava pior no primeiro vídeo?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.