Cientistas usam Lumia 1020 para criar um microscópio digital portátil

O Lumia 1020 foi um dos primeiros "cameraphones" a aparecerem no mercado, com um sensor que é impressionante até hoje, contando com 41MP e lentes Carl Zeiss. A qualidade da câmera resultou num forte incremento de preço para o Windows Phone, que acabou não sendo um grande sucesso de vendas. Mas seu destino pode acabar de ter se tornado mais nobre do que o esperado. Cientistas usaram o smartphone para criar um microscópio digital portátil para análise de DNA in loco.

"Com suas capacidades rapidamente crescentes de criação de imagens e sensores, poder computacional e conectividade, dispositivos móveis têm ajudado a levar medidas biomédicas do laboratório para o campo."

"Com suas capacidades rapidamente crescentes de criação de imagens e sensores, poder computacional e conectividade, dispositivos móveis têm ajudado a levar medidas biomédicas do laboratório para o campo."

O trecho acima vem do artigo que eles publicaram na Nature explicando seu feito. A importância desse avanço se deve, principalmente, à possibilidade de aumentar a complexidade dos diagnósticos que um médico pode fazer num determinado local, sem a necessidade de equipamento especializado em laboratório, por exemplo. O microscópio criado pela equipe, especificamente, foi imaginado para o diagnóstico molecular de sequenciamento de DNA, para localizar células cancerosas, por exemplo, mas abre horizontes para outras especialidades.

"O impacto dessa abordagem vai além da patologia molecular. Outras aplicações importantes podem incluir, por exemplo, o diagnóstico de doenças infecciosas, onde a identidade do patógeno, bem como marcadores de resitência a antibióticos, podem ser potencialmente medidos usando a mesma plataforma móvel."

"O impacto dessa abordagem vai além da patologia molecular. Outras aplicações importantes podem incluir, por exemplo, o diagnóstico de doenças infecciosas, onde a identidade do patógeno, bem como marcadores de resitência a antibióticos, podem ser potencialmente medidos usando a mesma plataforma móvel."

Fonte: Phone Arena
Tags
  • Redator: João Gabriel Nogueira

    João Gabriel Nogueira

    João Gabriel Nogueira se formou em jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) em 2015 e curte games desde muito antes. Começou com o Master System e o gosto pelos jogos eletrônicos trouxe o gosto pela tecnologia. Escrever notícias e análises de jogos, hardware e dispositivos móveis para o Adrenaline, além de trabalho é uma alegria e um aprendizado.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.