Após fazer R$ 108 milhões em pré-venda, Lily não entrega drones por falta de dinherio

A companhia Lily Robotics tinha tudo para fazer o maior sucesso com um drone com câmera que seguia o usuário assim que fosse lançado no ar. Na verdade, eles até fizeram, com ao fazer US$ 34 milhões (R$ 108 milhões) em pré-vendas.

Mas a história não acabou feliz para a companhia. Apesar de toda essa grana, eles não vão poder entregar os drones vendidos. O motivo, curiosamente, é a falta de recursos financeiros, que inclusive vai resultar na falência da companhia.

Depois de uma enorme quantidade de testes, os dispositivos estavam prontos para produção. O problema é que os altíssimos custos de pesquisa e desenvolvimento acabaram com todo o dinheiro da companhia.

Por isso, eles ficaram sem recursos para financiar a produção dos drones, e não conseguiram levantar nada através de investidores.

Para a sorte dos consumidores, o dinheiro que sobrou no caixa da companhia será usado para reembolsar os consumidores que compraram o drone na pré-venda – ou ao menos é isso que os criadores dizem em seu blog.

Quem ainda possui o mesmo cartão usado na comprar não precisa fazer nada. O reembolso será efetuado automaticamente. Já quem trocou de cartão deverá preencher este formulário aqui.

- Continua após a publicidade -

Via: Engadget
Tags
  • Redator: Carlos Felipe Estrella

    Carlos Felipe Estrella

    Apaixonado por games desde os 6 anos de idade, quando ganhou um Playstation 1. Em 2005 migrou para o PC, e aí começou a se interessar por tecnologia. Formado jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina.

Os jogos mais aguardados do segundo semestre de 2021

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.