[FAKE!] AMD Ryzen enfrenta Intel Core i7-7700K e Core i7-6950X em vazamento de benchmarks

UPDATE: Como apontado primeiro pelo usuário "Miura Mestre do hiato" (sdds Berserk), o vazamento em questão é um hoax, ou seja, uma notícia falsa. Ele partiu primeiro dos fóruns chineses Baidu e o próprio moderador afirmou que era falso. O post original foi deletado e os resultados são, na verdade, de um Xeon E5 2660. O negócio vai ser esperar resultados oficiais mesmo. O Adrenaline agradece a ele e aos outros usuários atentos que nos alertaram e trouxeram links confirmando a "bola fora".

Fontes: Reddit 1, Reddit 2, Digiworthy


ORIGINAL: É seguro prever que antes do lançamento dos novos processadores AMD Ryzen no mercado não encontraremos muitos resultados oficiais de benchmarks (importantes). Assim, o vazamento da vez é um dos mais aguardados: a nova geração da AMD competindo com um Intel "Kaby Lake" Core i7-7700K e o atual monstro da performance e do consumo de dinheiro Core i7-6950X. Os resultados foram obtidos no Cinebench R15 e no Fritz Chess:

Resultados do Cinebench R15:0

AMD Ryzen: 1188
Core i7-7700K: 966
Core i7-7700K (@5GHz): 1083
Core i7-6900K: 1500
Core i7-6950X: 1800

- Continua após a publicidade -

Pontuação relativa do Fritz Chess

AMD Ryzen: 36,86
Core i7-7700K: 35,52
Core i7-7700K (@5GHz): 41,44
Core i7-6900K: 47,80
Core i7-6950X: 51,50

O interessante de se destacar aqui é que, aparentemente, a CPU Ryzen continua naqueles 3,4GHz básicos. Com a promessa de ganhos de clock fáceis e estáveis, é mostrado um grande potencial para a performance do processador, especialmente para competir com o segmento "comprável" da Intel. Enquanto o Core i7-6950X continua com resultados esmagadores, é pouco provável que a AMD tenha alguma intenção de competir com os processadores de mais de US$ 1.000 da concorrente, pelo menos neste momento de sua "volta" ao mercado de processadores.

Fonte: TweakTown
  • Redator: João Gabriel Nogueira

    João Gabriel Nogueira

    João Gabriel Nogueira se formou em jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) em 2015 e curte games desde muito antes. Começou com o Master System e o gosto pelos jogos eletrônicos trouxe o gosto pela tecnologia. Escrever notícias e análises de jogos, hardware e dispositivos móveis para o Adrenaline, além de trabalho é uma alegria e um aprendizado.

Qual você acha melhor?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.