Crescimento da realidade virtual em 2017 pode ser afetado por problemas de fornecimento

De acordo com uma matéria do DigiTimes, fontes ligadas à indústria de VR afirmam que o mercado para a realidade virtual não vai crescer muito em 2017 como era especulado. O próximo ano "não será amigável para um grande crescimento do consumo de VR", e isso afetaria empresas como Oculus, HTC e Sony.

Samsung anuncia Gear VR 2 e revela que está criando um headset estilo HoloLens

A razão para que a tecnologia não decole e atinja o grande público seria a falta de fornecimento de componentes. Os problemas começam pela falta de fornecimento de painéis em alta resolução, chips com performance necessária e suportes para softwares e firmwares. As fontes declararam que "a maioria dos chips IC (com circuitos integrados), plataformas e soluções de hardware disponíveis no mercado não são suficientes para a indústria VR". Isto estaria impedindo que a indústria crescesse exponencialmente.

Zotac anuncia VR GO, PC portátil para jogar em realidade virtual

Em 2016, a HTC lançou 500 mil unidades Vive, e espera atingir a marca de 600 mil unidades em 2017. Já a Sony entregou 1,5 milhões de unidades do PlayStation VR e espera chegar aos 2,5 milhões em 2017.  Enquanto isso, a Oculus entregou 650 mil unidades, e pretende entregar 1,2 milhões em 2017.

- Continua após a publicidade -

Via: Digitimes
Tags
  • Redator: Mariela Cancelier

    Mariela Cancelier

    Jornalista pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), fui estagiária do Adrenaline/Mundo Conectado entre 2015 e 2017. Gosto de jogos de luta (o que marcou minha infância foi Tekken 4) e MOBAs. Atualmente sou colaboradora de ambos sites e apareço de vez em quando em alguns vídeos e reviews dos canais.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.