Restrospectiva HyperX: o 2016 de nossos times em Counter-Strike: Global Offensive

PUBLIEDITORIAL

O ano de 2016 foi de bastante mudanças pro cenário de e-Sports de Counter-Strike: Global Offensive, que se tornou incrivelmente competitivo, com muitas equipes se elevando ao status de grandes potências da modalidade nesta temporada. Parece que, cada vez mais, as partidas estão ficando mais imprevisíveis e equilibradas.

Mas se tem algo que se mantém constante durante todo o tempo é o sucesso dos times patrocinados pela HyperX, que chegaram nas finais dos torneios mais importantes. E chegou a hora de relembrar tudo que rolou na temporada, antes que o ano novo chegue para trazer novas experiências emocionantes.

O orgulho brasileiro e as polêmicas de Luminosity Gaming e SK Gaming


O esquadrão formado pelos brasileiros Gabriel "FalleN" Toledo, Marcelo "coldzera" David e companhia em julho de 2015 sob a organização Luminosity Gaming demonstrou seu valor já no ano passado. Eles foram vice-campeões de dois torneios Premier: o ESL ESEA Pro League Season 2 North America, e FACEIT 2015 Stage 3 Finals.

Mas foi em 2016 que eles realmente subiram de nível. Tudo começou com o MLG Major Championship Columbus, torneio milionário organizado pela Valve. Eles venceram ao vencer a final contra a Na'Vi, outro time patrocinado pela HyperX. Isso rendeu uma premiação de US$ 500 mil (R$ 1,6 milhão) para a equipe.

- Continua após a publicidade -

O ano ainda viu mais duas conquistas importantes. A primeira foi na Dreamhack Austin 2016, contra a equipe Tempo Storm, também formada por cyber-atletas brasileiros. Depois veio a conquista da ESL Pro League Season 3, contra a G2 Sports. Juntos, esses dois títulos renderam US$ 250 mil (R$ 820 mil).

Mas aí veio a grande polêmica. Depois de um grande confusão envolvendo contratos e pré-contratos, todo o esquadrão de cinco jogadores da Luminosity Gaming se transferiu para a europeia SK Gaming. Lá, eles continuaram seu sucesso com um título do ESL One: Colônia e com os vice-campeonatos do ESL Pro League Season 4 e do Intel Extreme Masters XI Oakland. Em apenas 6 meses de equipe, eles já acumularam US$ 768 mil (R$ 2,5 milhões) em premiações.

O quinteto composto FalleN, coldzera, fer, fnx e TACO foi o que mais ficou no topo do ranking mundial da HLTV. Foram 8 semanas pela Luminosity Gaming (de 9 de maio a 3 de julho) e 20 semanas não consecutivas pela SK Gaming (de 4 de julho a 17 de outubro, e depois de 1º de novembro a 5 de dezembro). Fechando a temporada com chave de ouro, Marcelo "coldzera" David ainda foi premiado como "Melhor atleta de e-Sport" no The Game Awards 2016.

Um grande fim de ano para a Cloud9


O primeiro semestre de 2016 não foi exatamente um maravilha para a Cloud9, com desempenhos abaixo do ideal em torneios importantes como MLG Columbus, ESL Pro League e ESL One Cologne.

Mas tudo mudou com a chegada do fim do ano, e então veio a redenção com a importante conquista da ESL Pro League Season 4, ao bater a SK Gaming em solo brasileiro. Com isso, veio uma premiação de US$ 200 mil (R$ 654 mil) e uma bela subida no ranking da HLTV, na época para a 5ª posição.

- Continua após a publicidade -

Mês de março de ouro para a Na'Vi


Os meses de março e abril foram o topo da temporada para a Na'Vi, com a equipe vencendo o título da Counter Pit League Season 2, com uma vitória por 2 a 1 sobre a Astralis. Depois, vieram dois vices, da MLG Columbus e da DreamHack Masters Malmö. A consistência levou o time ao topo dos rankings da HLTV, posição onde ficaram por 3 semanas, de 18 de abril a 8 de maio.

O ano ainda terminou bem para a equipe do leste europeu, que conquistou a ESL One New York, com uma vitória sobre a Virtus.pro por 2 a 1, levando uma premiação de US$ 125 mil (R$ 409 mil).

HyperX e e-Sports


A HyperX é uma das principais apoiadoras dos e-Sports no Brasil e no mundo. A companhia patrocina mais de 30 equipes das mais variadas modalidades, incluindo League of Legends, Dota 2 e Counter-Strike: Global Offensive. A empresa inclusive é parceira de importantes torneios, como o Intel Extreme Masters.

Tags
  • Redator: Carlos Felipe Estrella

    Carlos Felipe Estrella

    Apaixonado por games desde os 6 anos de idade, quando ganhou um Playstation, época em que também se divertia com o Super Nintendo dos outros. Em 2005 migrou para o PC, e aí começou a se interessar por tecnologia também. Apesar disso, nunca conseguiu largar a preferência por jogos de corrida e de esporte, principalmente os de futebol. Estuda jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina.

Qual vai ser o melhor game lançado em maio de 2020?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.