Evernote desiste de mudar políticas de privacidade e não vai mais ler suas notas

O Evernote voltou atrás e desistiu de implementar sua nova política de privacidade após o feedback negativo da comunidade. A mudança entraria em vigora em 23 de janeiro, e tinha como principal polêmica a possibilidade de funcionários da plataforma terem acesso às anotações dos consumidores. O objetivo da empresa era alimentar sua base de dados para o aprimoramento do serviço através de machine learning, porém a mudança foi mal-recebida por invadir a privacidade do usuário.

Site oficial Evernote

Mesmo automatizando o processo, a empresa afirmou que haveria casos em que pessoas teriam acesso a esses conteúdos dos usuários. "Apesar de os nossos sistemas computacionais fazerem um ótimo trabalho, às vezes uma quantidade limitada de revisão humana é simplesmente inevitável para termos certeza de que o trabalho está sendo feito exatamente como deve", afirmou a empresa em um boletim. 

O Evernote publicou nota afirmando que nos próximos meses irá revisar a Política de Privacidade buscando "rever as preocupações de nossos clientes". A empresa também afirmou que irá "disponibilizar as tecnologias de aprendizado automatizado aos nossos usuários, mas nenhum funcionário poderá ler conteúdos de notas como parte desse processo, a não ser que os usuários optem por isso". 

Fonte: Blog Evernote Brasil
Tags
  • Redator: Diego Kerber

    Diego Kerber

    Formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Diego Kerber é aficionado por tecnologia desde os oito anos, quando ganhou seu primeiro computador, um 486 DX2. Fã de jogos, especialmente os de estratégia, Diego atua no Adrenaline desde 2010 desenvolvendo artigos e vídeo para o site e canal do YouTube

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.