Design do Galaxy Note7 pode ter sido o responsável pelas baterias explosivas

Mais uma possível causa para as baterias explosivas do Galaxy Note7 apareceu: os testes feitos pelos engenheiros do site Instrumental apontam que o design do smartphone acabou levando a Samsung a cometer descuidos com a bateria do smartphone.

As baterias possuem uma camada de polímero que separa a camada positiva feita de óxido de lítio-cobalto de uma camada feita de grafite. Para diminuir o tamanho do smartphone, a companhia teria deixado esse polímero fino, o que acabou permitindo que as duas partes se encontrassem e causassem um curto-circuíto que explodia o aparelho.

Segundo as análises do site, mesmo que as baterias não explodissem, o "design agressivo" acabaria gerando problemas no futuro. "Caso o Galaxy Note 7 não tivesse sofrido um recall por causa das baterias explodindo, em alguns anos esses smartphones seriam lentamente destruídos pelo inchaço mecânico de suas baterias. Uma bateria menor usando parâmetros de fabricação padrões poderia ter resolvido esses problemas", indicam os engenheiros.

Os engenheiros também apontam que a decisão de apostar numa bateria que podia dar defeito foi um "risco" que a Samsung teria optado correr para fazer um aparelho mais atrativo. "Nesse caso, ela tomou um passo deliberado rumo ao perigo e sua infraestrutura de testes e validação de design falhou. Eles enviaram um produto perigoso às lojas."

- Continua após a publicidade -

O próximo aparelho da Samsung, que tem a missão de trazer sua redenção, é o Galaxy S8, que deve ser apresentado no começo do ano que vem.

Fonte: Instrumental
Tags
  • Redator: Mateus Mognon

    Mateus Mognon

    Mateus Mognon é formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina. Vencedor do prêmio SET Universitário na Categoria Reportagem Digital, atua nos sites do grupo Adrenaline desde 2014. Atualmente, colabora para os veículos com notícias, análises e artigos envolvendo tecnologia e games.

Quem estava pior no primeiro vídeo?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.