Correios irão acabar com o e-SEDEX, modalidade voltada ao comércio online

De acordo com fontes de "O Globo", os Correios devem acabar com a  modalidade e-SEDEX, um método de envio que tinha como objetivo incentivar o comércio online através do baixo custo e agilidade na entrega. De acordo com mensagem envia aos clientes, o serviço será descontinuado totalmente a partir do ano que vem, já no dia 1º de janeiro.

Os Correios passam por sua maior crise financeira, com um déficit estimado em 2 bilhões de reais em 2016, e essa mudança faz parte das medidas da empresa estatal para buscar equilibrar as contas. Guilherme Campos Júnior, presidente dos Correios, afirmou ao jornal: "O e-Sedex tem preço de PAC [serviço convencional] e qualidade de Sedex. Isso é ter a liberdade de ser solteiro com o conforto de casado". A empresa pública afirmou que os e-commerces ainda serão capazes de operar usando as demais modalidades de serviços prestados.

O e-SEDEX é uma modalidade com custo mais baixo e períodos rápidos de entrega, mas que depende de uma serie de fatores para ser utilizado. As empresas de venda online necessitam de um contrato com a empresa pública, e há uma quantidade limitada de cidades onde o serviço opera.

Via: Mandae Fonte: O Globo
Assuntos
Tags
  • Redator: Diego Kerber

    Diego Kerber

    Formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Diego Kerber é aficionado por tecnologia desde os oito anos, quando ganhou seu primeiro computador, um 486 DX2. Fã de jogos, especialmente os de estratégia, Diego atua no Adrenaline desde 2010 desenvolvendo artigos e vídeo para o site e canal do YouTube

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.