Everest VR ganha tecnologia da Nvidia para experiência de escalada fotorrealista

A experiência em realidade virtual Everest VR adicionou a tecnologia de ponta da Nvidia chamada "Lens Matched Shading", que promete trazer ganhos de desempenho para proporcionar uma experiência de escalada fotorrealista.

O avanço trabalha em cima do recurso "Multi-Res Shading", da geração Maxwell, que promove uma imagem distorcida de maneira especial, o que por sua vez permite diminuir a resolução dos pontos periféricos sem que o usuário perceba mudanças. Isso resulta numa melhora de desempenho de até 65%.

Segundo a Nvidia, esse recurso deu para GPUs intermediárias um desempenho digno de placas topo de linha em realidade virtual. Enquanto isso, placas high-end ganharam desempenho nunca visto antes.

Já com o Lens Matched Shading, as placas Pascal ganharam uma vantagem de desempenho ainda maior sobre as gerações anterior. Essa tecnologia usa os elementos de multi-projeção simultânea da arquitetura para reduzir o número de pixels que precisam ser renderizados. O detalhe é que ele não tem a mesma redução da fidelidade de imagem periférica vista no Multi-Res Shading.

Everest VR é um jogo feito na Unreal Engine 4, que busca trazer um nível de autenticidade visual inédito nos games de realidade virtual. Os requisitos mínimos são ter um PC Windows com HTC Vive, Intel Core i5-4590 e Nvidia GTX 970, AMD Radeon RX 480 ou uma placa melhor.

- Continua após a publicidade -

Via: Worth Playing
  • Redator: Carlos Felipe Estrella

    Carlos Felipe Estrella

    Apaixonado por games desde os 6 anos de idade, quando ganhou um Playstation 1. Em 2005 migrou para o PC, e aí começou a se interessar por tecnologia. Formado jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina.

Em jogos single-player como Resident Evil Village, você prefere:

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.