Cibercrimes geraram prejuízo de US$ 10 bilhões aos brasileiros em 2016

Uma pesquisa revelada pela Norton Security mostra que o descaso com segurança online de muitos brasileiros acabou pesando no bolso este ano. De acordo com os dados da companhia de antivírus, 42,4 milhões de pessoas foram afetadas por ataques online e tiveram um prejuízo total de US$ 10,3 bilhões, cerca de R$ 35 bilhões.

Segundo a empresa, o motivo para o crescimento dos crimes online é a alta confiança das pessoas em dispositivos conectados unida a falta de cuidados ao navegar na web.

Chantagem online, exposição e invasão de webcam
 que aparecem em Black Mirror já são realidade

Estes pequenos descuidos incluem desde falta de proteção com dispositivos de Internet das Coisas e clicar em sites suspeitos, até a falta de cuidado com crianças utilizando a internet e outras tecnologias.

De acordo com Fran Rosch, vice-presidente executivo da Norton, as pessoas estão conscientes da existência de crimes online, mas ainda não se motivam a se proteger. Os dados divulgados pela pesquisa comprovam isso: 6 em cada 10 entrevistados acreditam que fornecer dados financeiros na internet quando conectado ao Wi-Fi público é mais arriscado do que ler o número de seu cartão em um ambiente público. Ao mesmo tempo, 1 em cada 5 usuários de dispositivos conectados não tem nenhuma medida de proteção em seus aparelhos.

"Enquanto os consumidores continuam complacentes, os hackers estão melhorando suas habilidades e adaptando seus golpes para aproveitar de cada brecha, tornando cada vez mais importante que os consumidores tomem medidas de proteção"
- Fran Rosch, vice-presidente executivo da Norton

- Continua após a publicidade -

Ransomware: conheça o vírus que sequestra computadores e pede resgate

A pesquisa completa está disponível no site da Norton.

 

Tags
iot
  • Redator: Mateus Mognon

    Mateus Mognon

    Mateus Mognon é formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina. Vencedor do prêmio SET Universitário na Categoria Reportagem Digital, atua nos sites do grupo Adrenaline desde 2014. Atualmente, colabora para os veículos com notícias, análises e artigos envolvendo tecnologia e games.

Você quer processadores da AMD com gráficos integrados

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.