Google e parceiras investem em "aplicativos progressivos" nos dispositivos mobile; função transforma site em app

Uma pesquisa recente constatou que a internet é mais acessada através de dispositivos móveis do que por meio do desktop. A partir disso, a Google e outras empresas pretendem apoiar ainda mais seu navegadores e torná-los mais acessíveis e rápidos do que aplicativos de navegação nativos dos smartphones. Google, Mozilla, Opera e Microsoft são empresas que estão investindo na iniciativa "progressive web apps"PWAs para fazer isso.

Os PWAs são basicamente uma ferramenta que analisa as abas do navegador que você acessa, e que vai progressivamente se otimizando de acordo com a interação do usuário em um determinado site até virar um aplicativo. Esses apps criados a partir das páginas funcionam como qualquer aplicativo nativo Android ou iOS, e trazem as mesmas funcionalidades com acessibilidade de navegação maior. 

Então, o Progressive Web App começa como uma simples aba no Chrome, e se torna um "app progresssivo" à medida em que você interage com ele. Depois de um tempo, ele vira aplicativo e passa a adquirir funções que antes eram exclusivas de aplicativos nativos como geolocalização, notificações e uso offline. Além disso, o "site que vira app" adquire uma navegação mais veloz, layout adaptado para celulares com diferentes especificações e tamanhos de tela e um atalho na pagina inicial.

Novidades da Google I/O 2016

Essa iniciativa está se tornando cada vez mais popular entre desenvolvedores e parceiros da Google, já que tentar driblar o protagonismo que aplicativos nativos têm nos dispositivos mobile. A Google ainda não explicou muito bem como isso funciona na prática, mas a empresa fez um post em seu site ensinando como criar um PWA. A Apple não está participando da iniciativa com seu navegador Safari.

Via: CNET
Tags
  • Redator: Mariela Cancelier

    Mariela Cancelier

    Mariela é jornalista pela Universidade Federal de Santa Catarina e gosta de jogos de luta e MOBAs. Foi estagiária do Adrenaline e Mundo Conectado e atualmente é redatora freelancer em ambos os sites.

Você quer processadores da AMD com gráficos integrados

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.