Google Chrome vai indicar como "reincidente" sites que não corrigirem violações de segurança

A Google anunciou que está mudando a política de segurança do sistema de "Safe Browsing", o alerta de sites com conteúdos infectados. Caso um site que já tivesse um conteúdo não seguro não tenha eliminado a ameaça virtual, seu endereço receberá uma tag com o aviso de "reincidente". Esse aviso ficará no endereço por até 30 dias para informar que aquela página ainda não é segura e vai de encontro às políticas recomendadas de segurança da Google.

Websites hackeados não serão classificados como inseguros ou reincidentes. "Apenas sites que contém propositalmente conteúdos com malwares estarão sujeitos à nova política", informou a Google. A empresa não poderá impedir o usuário de clicar no link, de qualquer maneira. Mas o aviso estará lá para reportar um endereço duvidoso e alertar ainda mais as pessoas. O Google Chrome também ainda contará com o aviso padrão antes do usuário entrar na página maliciosa. 

O sistema de segurança Google Safe Search já resolveu parte dos problemas com páginas hackeadas, e a nova política pretende ajudar ainda mais. A mudança não será aplicada, ainda, aos e-mails que contenham spam, já que são gerados por meio de outro tipo de brechas nos códigos da internet, segundo o Engadget

Via: Engadget
Tags
  • Redator: Mariela Cancelier

    Mariela Cancelier

    Mariela é jornalista pela Universidade Federal de Santa Catarina e gosta de jogos de luta e MOBAs. Foi estagiária do Adrenaline e Mundo Conectado e atualmente é redatora freelancer em ambos os sites.

Você quer processadores da AMD com gráficos integrados

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.