Sony fecha segundo trimestre fiscal de 2016 com forte queda, inclusive em games

A Sony publicou hoje seus resultados financeiros para o segundo trimestre fiscal de 2016 e as notícias não são boas para seus investidores. Fechando o período em 30 de setembro, a empresa nipônica teve uma queda de 10,8% da sua renda geral, um decréscimo ano a ano de US$ 16,72 milhões.

A empresa culpou a taxa de câmbio externa pela queda tão relevante. Não levando essa variável em consideração, a renda ano a ano foi "essencialmente a mesma", o que não melhora tanto as coisas também. Outro problema que teria impactado negativamente as finanças da companhia foi o terremoto de Kumamoto que gerou despesas relevantes para o setor de semicondutores e componentes da empresa.

A "galinha dos ovos de ouro" da Sony, porém, seu segmento de games, também apresentou queda. A divisão de "Jogos e Serviços de Rede" (que inclui a PSN) caiu 11,3% em vendas. A renda de operações mostrou uma forte queda de 20,6%. A empresa atribuiu esses fatores às quedas de preço do PS4 e baixas vendas do PS3 - foram vendidos 3,9 milhões de PS4 no período, 100.000 unidades a menos do que o mesmo trimestre do ano passado. 

Ainda assim, a Sony permanece confiante e não diminuiu sua expectativa de fechar o ano fiscal com 20 milhões de PS4 vendidos. Não foram dadas previsões para o PS4 Pro ou para o Playstation VR.

Fonte: VG 24/7
  • Redator: João Gabriel Nogueira

    João Gabriel Nogueira

    João Gabriel Nogueira se formou em jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) em 2015 e curte games desde muito antes. Começou com o Master System e o gosto pelos jogos eletrônicos trouxe o gosto pela tecnologia. Escrever notícias e análises de jogos, hardware e dispositivos móveis para o Adrenaline, além de trabalho é uma alegria e um aprendizado.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.